quant
Fique ligado

jonati

Edição 572

Profissão de Fé e procissão são o ponto alto das festas

Publicado

em

Em S. Mamede do Coronado, a festa em honra do Divino Espírito Santo começa esta sexta-feira e termina na próxima segunda-feira. As festas iniciam com a atuação dos finalistas do S. Mamede Got Talent e das escolas de música e dança, às 21.30 horas desta sexta-feira. No sábado, às 18.15 horas, realiza-se a Missa Vespertina, na Igreja Matriz, e, a nível cultural, às 21.30 horas tem início o espetáculo musical com Daniel Miranda, seguido por Quim Barreiros. Para encerrar o dia, às 24 horas, pode assistir-se ao já habitual fogo de artifício. No domingo, dia 15 de maio, realizam-se duas missas, uma às 7 horas na Capela do Divino Espírito Santo, e a Missa Solene com Profissão de Fé, às 10 horas, na Igreja Matriz. Pelas 12 horas, a procissão sai da Igreja em direção à Capela do Divino Espírito Santo. A tarde é dedicada à atuação de bandas de música. Para Alvarim Oliveira, presidente da comissão de festas, “a procissão e a comunhão são o ponto alto”, mas para a população “o ponto alto, provavelmente, é o sábado, com a atuação de Quim Barreiros e o fogo de artifício”. No último dia de festa em honra do Divino Espírito Santo, segunda-feira, dia 16, às 11 horas, vai realizar-se uma missa na Capela do Divino Espírito Santo e, às 21 horas, tem início o espetáculo musical da banda Tekos, seguido de uma sessão de fogo de artifício, que encerra as festas em S. Mamede do Coronado.  Para Alvarim Oliveira, o objetivo “é  realizar a melhor festa possível, dentro do melhor orçamento possível”.
“Podíamos ter uma festa diferente se o tempo nos tivesse ajudado, se não houvesse tantos peditórios na nossa freguesia ao mesmo tempo. As pessoas em S. Mamede têm muita boa vontade e dão, só que em vez de dar à comissão de festas têm que repartir pela comissão, pelas obras da igreja e pelos diversos peditórios de outras instituições. As pessoas não nos dão aquilo que têm dado noutros anos”, constatou Alvarim Oliveira. Ainda assim, a comissão de festas “está satisfeita” com o trabalho realizado. “A festa está pronta, agora há que aparecer e gozar do trabalho que foi feito”, apelou.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 572

Petisqueira de Finzes a experiência da cozinha tradicional (c/video)

Publicado

em

Por

Com a aproximação das datas festivas como comunhões e batizados, muitos equacionam os locais onde juntar a família para celebrar mais uma data importante. O restaurante A Petisqueira de Finzes é uma opção válida para aqueles que querem bom serviço a preços convidativos.
A sala, com capacidade para 120 pessoas, sofreu algumas obras de melhoramento e o conforto e atendimento de excelência continuam a ser os valores que regem o serviço da Petisqueira para o dia a dia ou para os dias especiais, como comunhões, batizados, aniversários ou outras festas de grupo.
Da cozinha da Petisqueira saem para a mesa várias especialidades gastronómicas, principalmente as tradicionais, como o arroz de sarrabulho, o polvo à lagareiro, o bacalhau à petisqueira, a posta à mirandesa, o bife do vazio e o cabrito no forno. E também há francesinha especial, posta à Casa, arroz de pato e miminhos grelhados, sempre acompanhados dos melhores vinhos.  Segundo o gerente, Armindo Aguieiras, o bacalhau é uma das “estrelas” da ementa, mas, para alcançar outros paladares, a Petisqueira apostou também no frango churrasco e costelinha.
A experiência de vários anos de Armindo Aguieiras e restante equipa na área dá garantias do melhor serviço na Petisqueira de Finzes.
Além do serviço à carta e ementas especiais ao fim de semana, o restaurante serve diárias aos melhores preços e sempre com garantia de qualidade. E para quem quiser provar os sabores deste espaço no conforto do lar, pode optar pelo serviço take away, durante toda a semana.

Continuar a ler...

Edição 572

Maria Oliveira lança segundo livro

Publicado

em

Por

Foi num clima intimista que Maria Oliveira lançou o segundo volume do livro “Um Ano”. Familiares, amigos e alguns anónimos marcaram presença no auditório da Associação Empresarial do Baixo Ave para conhecer a nova obra da autora trofense, cuja coragem para escrever começou durante a recuperação de um problema de saúde. A sessão contou com a animação musical da Escola de Música e Artes da Trofa.
O romance conta a história de Michelle, filha de pais portugueses emigrados na Suiça, que vem viver sozinha para Portugal aos 18 anos. Aí conhece um homem mais velho, com quem se envolve. A trama desenvolve-se em torno da diferença de idades e dos diferentes níveis de maturação das personagens. Este é o início do novelo que se desenrola em dois volumes. O segundo livro já foi escrito entre viagens de trabalho, nos tempos livres nos hóteis e terminado no aeroporto de Genève.
As obras, editadas pela Chiado Editora, são a concretização de “um sonho” de Maria Olvieira, que reconhece que “foi difícil de concretizar” e “totalmente custeado” por ela própria.
A convite da editora, a escritora trofense vai estar, no dia 28 de maio, na Feira do Livro de Lisboa para uma sessão de autógrafos. Em junho, lança um novo livro: “Are you with me?”. Já em setembro, Maria Oliveira vai apresentar a obra, em São Paulo, na Bienal do Brasil.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);