Uma professora natural do concelho da Trofa está nomeada para a edição portuguesa do Global Teacher Prize, considerado o “Nobel da Educação”.
Maria Elsa Padrão Mendanha é educadora no jardim de infância de Seide S. Miguel, Vila Nova de Famalicão, há cerca de 12 anos e deu nas vistas pela “inovação” do método pedagógico agregador, que deu origem ao projeto “Sei de um Jardim… para Brincar e Aprender”.
“Este projeto visa proporcionar uma educação de qualidade, baseada em ações, que favoreçam a inclusão, respeitando a singularidade e liberdade de cada criança. Tal projeto estabelece uma relação colaborativa de proximidade com a comunidade, numa partilha de recursos humanos e materiais que complementam as práticas educativas. Como resultado, é possível verificar a felicidade e a motivação que as crianças sentem em ir para a escola, também enfatizada pelas famílias”, pode ler-se na descrição da nomeação da educadora, no site da iniciativa.
Na reação à nomeação, a professora referiu, nas redes sociais, que “o Jardim de Infância de Seide tem um projeto inovador e reconhecido, porque tem uma equipa fantástica” que a acompanha “num trabalho cooperado e dedicado, famílias que se envolvem nas nossas práticas, uma comunidade interessada e participativa, uma autarquia (junta de freguesia e câmara municipal) que apoia e colabora, uma universidade (UMinho) parceira/conselheira nas práticas pedagógicas, e uma direção que incentiva e acredita no trabalho que é feito”.
Promovido pela Fundação Varkey, o Global Teacher Prize chega a professores de 120 países. Em Portugal, a edição desta iniciativa é promovida pela associação “As Mentes Empreendedoras”, dirigida por Afonso Mendonça Reis, promotor do projeto “Inspira o teu Professor” e júri do prémio internacional.
A edição do Global Teacher Prize Portugal tem um prémio de 30.000 euros, com o objetivo de valorizar a profunda importância dos professores no desenvolvimento do nosso país e de cada comunidade onde está inserido. O anúncio do vencedor será feito a 18 de julho.
Esta terça-feira, Afonso Mendonça Reis esteve em Vila Nova de Famalicão, concretamente, na Casa das Artes, para homenagear a Elsa Padrão Mendanha, numa sessão que contou com a presença das crianças da sala da docente, que é a primeira professora educadora de infância entre as dez finalistas do prémio”.
O projeto “Sei de um Jardim… para Brincar e Aprender”, criado por Elsa Padrão Mendanha já tinha sido distinguido pelo Município de Vila Nova de Famalicão, no âmbito dos Selos Famalicão Visão’25.