O galardão atribuído pela Associação Portuguesa de Gestores e Técnicos de Recursos Humanos distingue a excelência da sua actuação na área da gestão e do desenvolvimento das pessoas.

Luís Portela, presidente do grupo Bial, foi recentemente distinguido como “Personalidade do Ano 2008”, pela Associação Portuguesa de Gestores e Técnicos de Recursos Humanos, e como “Profissional do Ano”, pelo Rotary Club Porto-Foz.

O primeiro galardão distingue a excelência da sua actuação na área da gestão e do desenvolvimento das pessoas. Este prémio foi entregue durante o jantar do 41º Encontro Nacional da APG, na cidade portuense. Já a distinção atribuída pelo Rotary Club Porto-Foz reconhece Luís Portela como forma de reconhecimento público ao seu mérito profissional.

Luis PortelaNatural do Porto, Luís Portela, com 57 anos, preside ao Grupo Bial há três décadas. Licenciado em Medicina pela Universidade do Porto, Portela tornou esta indústria farmacêutica no maior grupo do sector a nível nacional, internacionalizando-a e fazendo com que esta opere, actualmente, em mais de 30 países.

Luís Portela é ainda presidente do Health Cluster Portugal, vice-presidente da Fundação Serralves, administrador do COTEC, membro da Assembleia Estatuária da Universidade do Porto e membro do Conselho Consultivo do Plano Tecnológico. Em 1994, deu corpo à Fundação Bial, juntamente com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas e os Laboratórios Bial, instituição reconhecida internacionalmente pelo seu apoio à investigação científica centrada no Homem, enquanto ser físico e espiritual. Luís Portela foi ainda condecorado pelo Presidente da República, como Comendador da Ordem do Mérito e aos 50 com a Grã-Cruz da ordem do Mérito.

Já com vários livros publicados, o presidente da Bial escreve ainda regularmente para alguns órgãos de comunicação social, tendo já publicado vários livros.

O Grupo Bial emprega actualmente mais de 700 colaboradores altamente qualificados, dos quais mais de 65 por cento são licenciados ou doutorados, apostando fortemente na formação e desenvolvimento dos seus recursos humanos. Em 2007 os colaboradores Bial tiveram em média 84 horas de formação, estando prevista a manutenção do volume de investimento nesta área para os próximos anos.