O projeto para a conversão da antiga linha férrea entre a Póvoa de Varzim e Vila Nova de Famalicão numa eco-pista, avaliado em três milhões de euros, foi convertido numa obra semelhante mas de baixo custo. A Câmara Municipal não desistiu do conceito mas deixou cair o projeto inicial.

A autarquia decidiu anular a obra da eco-pista que iria ligar as duas cidades, mas vai avançar com o projecto numa versão de baixo custo, mantendo a base do conceito.

O projeto inicial contemplava a recuperação do caminho, a sua repavimentação com asfalto, a introdução de placas informativas e recuperação de algumas das antigas estações e tinha um orçamento de três milhões de euros. A empreitada seria financiada a 60 por cento pelo Fundo de Turismo, tendo a Câmara Municipal que financiar o restante. Contudo, devido à actual conjuntura económica, a autarquia não considerou o investimento no projeto inicial oportuno. No entanto, está a ser levado a cabo um plano B que consiste na limpeza e desflorestação da linha e pavimentação com macadame, permitindo que o caminho fique operacional, embora sem os detalhes contemplados no projeto anterior. 

Janine Mouta

 {fcomment}