Nova rotunda na EN 14

Na estrada nacional Porto/Braga vai ver nascer uma nova rotunda, junto aos hipermercados Modelo e Feira Nova, em Santiago de Bougado.

Bernardino Vasconcelos, presidente da edilidade trofense, em declarações ao NT confirmou a "construção desta rotunda na EN14 de forma a facilitar a circulação, naquela importante via de comunicação". Outra das alterações à circulação de transito anunciada pelo edil é a "a Rua Aldeias de Cima vai passar a ter apenas um sentido, passando a ser a circulação apenas possível para quem sai da Estrada nacional e desce em direcção à EN 104", assegurou o autarca. Assim o transito passará a fazer pela nova rua que está a ser construída e que vai permitir a circulação junto ao supermercado Feira Nova.

De acordo com Bernardino Vasconcelos "este troço é muito fechado, tem casas construídas praticamente em cima da via e como não há grandes alternativas temos que as transformar em via única para a segurança de peões e automobilistas", frisou..

O acesso ao hipermercado far-se-á através da rotunda que está a ser construída e cuja conclusão está prevista para Julho, assegurou o presidente, durante uma curta visita ao local na passada segunda-feira. À margem da visita o autarca confirmou ainda o pedido feito à Metro do Porto para demolir a velha ponte, onde circulava o comboio da linha de Guimarães, já que esta oferece perigo.

A autarquia tinha também já solicitado à Metro "por diversas a limpeza do canal bem como das estações ao longo  do mesmo" e depois de uma vistoria ao local a empresa que gere o Metro do Porto conclui-se que "a ponte não corre o risco de desmoronar mas provoca constrangimentos à circulação de veículos pesados e com carga de grandes dimensões" e por essa razão vão demoli-la". Para isso foi já lançado um concurso público para execução da obra, cujo prazo termina a 29 de Junho.

Esta obra vai causar alguns constrangimentos à circulação automóvel já que "o transito será cortado durante algum tempo para que se possa proceder à retirada do tabuleiro da ponte, que não pode ser feito com os automóveis a circular", concluiu o autarca.