A pianista trofense Carla Reis Neves vai atuar, esta quinta-feira, nas comemorações do Dia de Ponte de Lima, que assinalam os 896 anos daquela que é a vila mais antiga de Portugal.

Numa sessão limitada à presença do executivo municipal, presidente da Assembleia Municipal, líderes dos grupos parlamentares com assento na Assembleia Municipal, representante dos presidentes de Junta de Freguesia e comunicação social, Carla Reis Neves, acompanhada por Diogo Penha, no violoncelo, vai dar apresentar o mais recente CD, “Branco Escuro”.

O ato terá lugar na Igreja da Ordem Terceira de S. Francisco / Museu dos Terceiros e será transmitido online, no canal do Youtube do Município, a hora ainda a divulgar.

Foi a 4 de março de 1125 que a Rainha D. Teresa outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte.

Sobre “Branco Escuro”

Produzido em parceria com Diogo Penha, o álbum caracteriza-se pela “vertente minimalista” e pela influência do estilo clássico, através da sonoridade de instrumentos como o piano, o violoncelo, o violino e o contrabaixo, os três últimos tocados por Diogo Penha, Alexandra Silva e Dércio Fernandes, respetivamente.

Duas músicas foram produzidas em Cedões, na casa da artista, enquanto as restantes viram a luz do dia em Ponte de Lima.

Carla Reis Neves revelou gosto pela música aos três anos, quando pediu aos pais para estudar a arte. Aos oito anos começou a ter aulas com uma professora, em Mindelo, e aos dez entrou no Conservatório de Música do Porto, onde fez grande parte da sua formação musical.

Novo single

Recentemente, a pianista lançou um single novo, “Sunrise”, que caracteriza como “mais arrojado”.