Não querem ser jornalistas, mas o grupo de alunos do projecto CastroTv, da EB2/3 de Alvarelhos leva as notícias do Agrupamento Vertical do Castro a todo mundo através da Internet. O NT/TrofaTv acompanhou o último dia de trabalho da CastroTv antes das férias de Verão e conheceu por dentro o funcionamento deste projecto.

“E… podes”, anuncia o operador de câmara, com o polegar levantado, sinal de que já estão a gravar mais um programa. Do outro lado da objectiva está Luís Afonso Mota, do 7º ano, que apresenta o programa “Tira Digital” dedicado à sétima arte. Na edição daquela semana, Luís incidiu sobre um dos filmes do momento: Robin Wood.

José Azevedo é o responsável do programa de desporto “Alvo Desportivo” e, como não podia deixar de ser, com o Mundial da África do Sul a decorrer, o tema daquela edição só poderia ter sido a Selecção Nacional.

A música assume o papel principal com o programa apresentado por Fábio Fonseca: “MusiCastro” e nem as ciências são esquecidas, pois Soraia Paiva e Patrícia Reis vestem as batas brancas do laboratório de físico-química para apresentarem o “Eureka”, um programa onde explicam e realizam diversas experiências científicas.

A apresentação das notícias da Escola e do Agrupamento está a cargo de Ângela Maia e Andreia Ferreira, alunas do 9º ano, que vão seguir os seus estudos noutras escolas, mas que levam na bagagem a experiência televisiva que a CastroTv lhes proporcionou ao longo do último ano.

A maioria não quer seguir uma profissão ligada ao mundo da comunicação, mas estes sete jovens apresentadores dão a cara mensalmente pelo projecto CastroTv. A equipa fica completa com operadores de câmara e técnicos de edição de vídeo. A coordenar todos eles está o professor António Monteiro, mentor do projecto. “Para além da componente informativa, este projecto é uma forma de desenvolver o trabalho de equipa”, explicou, mostrando-se “satisfeito com o grupo de trabalho”.

A CastroTv começou as suas transmissões em Outubro do ano passado e algumas das reportagens apresentadas já foram vistas mais de 700 vezes, o que prova a “boa receptividade” de toda a comunidade escolar. Os programas são mensais e gravados numa sala de aula. O grupo composto por 14 alunos da EB2/3 de Alvarelhos reúne quinzenalmente com o professor, que também é responsável pela publicação dos trabalhos na Internet. O canal de televisão do Agrupamento Vertical do Castro pretende “dar maior visibilidade às actividades das escolas”, ao mesmo tempo que consolida o Clube de Jornalismo. Até ao ano passado, existiam na Escola mais duas publicações: o jornal “O Castro” e a revista on-line “Espaço Jovem”, mas que já “não despertavam tanto interesse” por parte da comunidade escolar e, sobretudo, dos alunos. “Os meios audiovisuais são extremamente importantes na sociedade de hoje”, considerou o professor, que acredita que os jovens podem descobrir na CastroTv a vocação para uma profissão futura.

Para assistir aos vídeos produzidos pelos alunos da EB 2/3 de Alvarelhos basta aceder ao site do Agrupamento em www.escolasdocastro.net ou em www.youtube.com.