Terminar no topo da classificação e subir de divisão são os objectivos do Paradela para a próxima época, com João Cruz a continuar no comando técnico da equipa. Em entrevista exclusiva ao NT/TrofaTv, João Cruz e José Ferreira, presidente da Associação Recreativa de Paradela, falam das expectativas e das dificuldades a ultrapassar para garantir os melhores resultados.

“Não é fazer bluff, é simplesmente a realidade. No final de Abril estamos a falar no primeiro lugar que o Paradela vai conseguir”. A garantia é de João Cruz, técnico do Paradela que, em entrevista exclusiva ao NT/TrofaTv, promete que irá trabalhar para alcançar o objectivo a que se propôs para ficar no comando técnico da equipa, que é a subida de divisão.

Sobre o plantel para a próxima época, João Cruz adiantou que foram mantidos “90 por cento dos jogadores que terminaram”. “Saíram dois por opção, porque foram procurar outros campeonatos, outros clubes, depois houveram algumas dispensas, mas mais ou menos mantemos o mesmo grupo de trabalho que finalizou”, revelou. Questionado sobre os reforços já garantidos, o técnico do Paradela foi peremptório: “os reforços são os meus jogadores do ano passado, esses são os meus grandes reforços, depois há outros que vêm equilibrar o grupo de trabalho”. Garantidos já estão quatro jogadores e, de acordo com João Cruz, até ao início do campeonato ainda vão surgir mais alguns. “Neste momento já tenho jogadores para todas as posições, temos dois para cada posição, o vir mais um jogador é única e simplesmente para equilibrar o grupo de trabalho”, acrescentou.

paradela-1

O treinador do Paradela não quis deixar de referir que irá trabalhar com Leonardo Costa, Rui Lima e Vítor, ex-guarda-redes da equipa, que este ano vai fazer parte da equipa técnica.

Relembrando a época passada, João Cruz reconhece que a principal dificuldade foi “conquistar o respeito pelas equipas”. “Quando as equipas começaram a nos respeitar e a ver que éramos uma equipa organizada que estava ali para jogar futebol e para lutar com eles, aí começamos a ganhar o respeito deles e não só, também do que engloba o futebol, as associações e os árbitros, todos eles começaram a ter uma ideia completamente diferente do que era”, afirmou. Ainda sobre a questão do respeito, o técnico lembrou que na primeira volta foram registados 16 cartões vermelhos ao Paradela, enquanto que a última volta se ficou pelos dois cartões.

Questionado sobre o que o motivou a continuar no comando técnico da equipa, João Cruz deixou clara a sua missão: “a direcção merecia, mal acabou o campeonato cheguei a acordo, nem esperei que surgisse outra opção, é ali que eu me sinto bem, é ali que eu vou continuar e tentar alcançar o único objectivo pelo que me propus a ficar que é a subida de divisão”.

João Cruz quis aproveitar a entrevista para fazer “um agradecimento público” à administração do Aquaplace – Academia Municipal da Trofa pelo protocolo celebrado com a A.R.Paradela. “O nosso plano de treinos passa pela utilização do ginásio para desenvolvermos a nossa actividade física, para eles o nosso muito obrigado”.

A apresentação da equipa à comunicação social está marcada para o dia 14 de Agosto, pelas 18.30 horas, sendo a apresentação oficial aos sócios no dia 16 de Setembro, num jogo que opõe o Paradela ao Salgueiros.

Equipa quer treinar na Abelheira

José Ferreira, presidente da A.R.Paradela acompanhou João Cruz na entrevista e reiterou as expectativas para a próxima época, afirmando que as mesmas passam por “fazer um campeonato ainda melhor do que o que passou” e que o principal objectivo este ano é “subir de divisão e fazer o melhor”.

Para além dessa grande meta, José Ferreira avançou ainda que é necessário melhorar as condições de trabalho, nomeadamente no que diz respeito aos treinos da equipa. “Treinamos no complexo desportivo de Paradela, mas está a tornar-se mais complicado este ano, porque o Trofense vai ter mais uma equipa de juniores e estão a pôr a hora muito tarde para treinar”, explicou.

Segundo o presidente, a associação pretende estabelecer um protocolo com a Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado e com o responsável da ACRABE para treinar no campo de futebol de sete na Abelheira “pelo menos às terças-feiras duas horas”. “Estamos à espera da resposta da Junta para ver se conseguimos este protocolo que nos faz falta para a equipa treinar, porque lá em cima está muito complicado”, referiu.