Um ano de estreia que podia estar a ser melhor se não fosse "a falta de sorte e alguma falta de rigor na arbitragem". Mesmo ocupando o penúltimo lugar da 2ª Divisão da Associação de Futebol do Porto, o técnico Abílio Dias fez um balanço positivo da exibição da equipa ao longo das 13 jornadas, relembrando que esta está a estrear-se em campeonatos federados, "muito diferentes do campeonato concelhio da Trofa, que não tinha o mínimo de competitivo".

ArquivoA sede por fazer parte de um campeonato mais representativo levou a associação de Paradela a inscrever uma equipa sénior na Associação de Futebol do Porto.

A motivação dos atletas deu frutos nas duas primeiras jornadas, com dois triunfos frente ao Zebreirense (1-0) e Livração (1-2), mas depois da folga na terceira jornada a equipa liderada por Abílio Dias nunca mais encontrou o caminho das vitórias.

Seis derrotas e quatro empates ilustram as restantes dez jornadas da primeira volta do campeonato. O conjunto da Trofa dividiu pontos com Âncede (0-0), Croca (1-1), Felgueiras (0-0) e Soalhães (2-2) e perdeu com Crestuma (0-1), Medense (4-3), Gandra (4-3), Regilde (0-1) e Zezerense (4-2) e Vila Caiz (2-1).

Entretanto Abílio Dias acredita que o Paradela poderá fazer uma boa segunda volta e afastar-se dos últimos lugares da tabela classificativa, contando com novos jogadores, que chegarão no próximoo ano para reforçar a equipa.

O Paradela tem 10 pontos e está a dois pontos do último classificado, Âncede, e a 15 do líder Zezerense.