Rui Alves assumiu as paróquias de S. Cristóvão do Muro, S. Romão e S. Mamede do Coronado. As cerimónias solenes decorreram nas diferentes paróquias. 

Durante o fim de semana de 11 e 12 de agosto, o padre Rui Alves assumiu as paróquias de S. Cristóvão do Muro, S. Romão e S. Mamede do Coronado. As cerimónias solenes decorreram nas eucaristias de sábado às 17 horas, em S. Cristóvão do Muro, às 19.30 horas, em S. Romão, e no domingo, pelas 8 horas, em S. Mamede do Coronado. Luciano Lagoa, vigário de Trofa/Vila do Conde, esteve presente para “dar posse” a Rui Alves. Antes do início das cerimónias, o vigário leu o decreto da nomeação de Rui Alves para pároco do Muro, S. Mamede e S. Romão do Coronado e entregou nas mãos do novo pároco as chaves das igrejas e dos sacrários. Este é um sinal de que Rui Alves é o responsável pelas paróquias.

A frase “Deixa pai e mãe e segue-Me”, presente no Evangelho, onde Jesus Cristo transmiteaos seus discípulos que é preciso deixar a família para seguir a sua “causa”, foi proferido numa Eucaristia que celebrou, quando o padre Manuel Domingues, a sua mãe e padrinho estavam hospitalizados. Foi uma Eucaristia “conseguida”, pois pela “primeira vez”, frisou, “senti o Evangelho com uma força tremenda e seguir Jesus Cristo, é um pouco isso”.

No final da cerimónia no Muro, o agora pároco das três paróquias tinha um “sentimento misto”, ora de “uma alegria” por viver um “momento importante” para si, ao mesmo tempo que estava numa “profunda tristeza”, devido à ausência do padre Manuel Domingues, que “gostava muito” que estivesse presente nestas cerimónias.

Estas últimas semanas foram vividas com “alguma ansiedade” pelo pároco, devido à “consciência da responsabilidade do que é assumir a presidência das três comunidades”, pois, para si, são “as melhores” na procura da Igreja.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}