A edição de 18 de Outubro deste Jornal dava grande destaque à visita do PS à freguesia de S. Martinho de Bougado, optando por uma prática que tem caracterizado a intervenção da CDU ao longo dos últimos anos. Recordo que já durante o actual mandato a CDU realizou várias visitas deste âmbito denunciando problemas concretos como o deposito ilegal de terras em Guidões ou aos transtornos causados para a população e para o desenvolvimento harmonioso da zona envolvente aos correios da Trofa a propósito da construção naquele local de um prédio em cima da rua.

   Segundo os dirigentes do PS, pretendiam com estas visitas dar "conta dos problemas, quer a nível das associações, quer a nível particular da sociedade e também apurar as coisas boas que o nosso concelho tem para oferecer."

Então, começaram por S. Martinho de Bougado e foram acompanhados pelo "Presidente da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, José Sá" que "congratulou-se pela visita organizada pelo secretariado do PS". Será que se fosse outro Partido a convidar este autarca para ir visitar os problemas da freguesia ele aceitaria? Será correcto um autarca participar, enquanto tal, em iniciativas partidárias?

Mas, voltemos à visita… começaram na Abelheira onde visitaram as instalações da ACRABE na Louseira e resolveram elogiar o protocolo celebrado entre a junta e a colectividade. Pois muito bem! Mas o presidente da Junta e os dirigentes do PS têm conhecimento que os moradores daquela zona estão descontentes com o barulho existente à noite, fruto da utilização daquele espaço até às 23 ou 24 horas?

Seguiram depois para o Monte da Paradela onde elogiaram (e bem) o trabalho meritório desenvolvido por um conjunto de moradores que diariamente dão algum do seu tempo a cuidar do "Monte do Pobres" e a criar espaços de lazer para todos que tanta falta fazem neste concelho. Prometeram alargar e pavimentar a rua do Monte de Paradela, mas, pela notícia, ninguém sabe qual será a intervenção do PS, nem da Junta de Freguesia, na defesa de maiores apoios àquele associação.

Depois, "ainda antes do almoço de confraternização", foram até à habitação social para criticar a inauguração que se fez há dois anos, em vésperas de eleições, e manifestarem a indignação por não terem sido convidados para a entrega das chaves!!!

No entanto, o PS esqueceu-se de dizer que a inauguração que foi feita em Setembro de 2005 não teve apenas Bernardino Vasconcelos como responsável. Aliás, o principal responsável por aquele miserável acção de campanha foi o PS! Sim, foi o PS que permitiu que um seu dirigente viesse apadrinhar aquela iniciativa em representação do Instituto Nacional da Habitação. Para quem não sabe, que apadrinhou aquela inauguração foi o Sr. Ricardo Bexiga, que é Vogal do Instituto Nacional da Habitação, é aquele advogado que ficou famoso por alegadamente ter sido agredido a mando de Carolina Salgado e Pinto da Costa e é hoje um dos mais destacados deputados do PS na Assembleia Metropolitana do Porto.

Mas, como a presidente do PS local já elogiou o pelouro da Acção Social da Câmara em situações anteriores, sentiu-se desta vez na necessidade de lançar uma critica ao Vereador no decorrer desta visita. Criticou o Vereador Jaime Moreira por este ter "omitido" que o "atraso deveu-se ao facto de a Câmara não ter dinheiro para pagar a parte dela".

Muito bem! Assistimos desta vez à primeira critica pública do PS àquele pelouro.!!! Mas é uma critica de circunstancia. Sobre uma questão de forma. Não é uma critica que mostre desacordo com o rumo que está a ser seguido.

Diga-se mesmo que em toda a notícia, que ocupa mais de meia página, não há uma critica sobre as opções políticas da maioria PSD!

Este é o grande problema do PS/Trofa. Perante a inércia e incapacidade do PSD resolver os reais problemas do concelho, o PS não tem um projecto alternativo para o concelho. Tem a preocupação de aparecer nos jornais, reage às decisões da Câmara, mas não tem capacidade de se antecipar.

 

Jaime Toga

http://jaimetoga.blogspot.com/