O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto da, da Guarda Nacional Republicana, apreendeu, na terça-feira, 4 de junho, diverso material informático, no âmbito de um crime de violência doméstica, no concelho de Trofa.

“Na sequência de uma investigação pelo crime de violência doméstica, que teve a duração de três meses, foi apurado que o suspeito, de 28 anos, não aceitando o fim da relação, exercia violência psicológica sobre a vítima, sua ex-namorada de 28 anos, bem como ameaças, perseguição e coação, obrigando-a a manter relações, sob o pretexto de divulgação de fotos íntimas da vítima, que alegadamente teria em sua posse, originando uma queixa crime por parte da mesma”, divulgou a GNR, em comunicado.

No cumprimento de um mandado de busca a uma residência e num veículo, a autoridade procedeu à apreensão de um computador portátil, um disco externo de armazenamento de dados, três pen-drives, um telemóvel e um cartão de memória.

O suspeito foi constituído arguido, ficando sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Santo Tirso.