Conforme anunciado pelo presidente do Atlético Clube Bougadense, José Olgário, depois de cumprido o objectivo da manutenção da equipa sénior na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, as obras para a colocação do piso sintético arrancaram na data prevista, ou seja esta segunda-feira.

"É com muito agrado" que Olgário vê uma das promessas aquando a sua tomada de posse ser posta em prática. Segundo o presidente, "tudo começa com um arranjo no piso, que é necessário fazer para poder por o sintético".  Olgário anunciou ainda que a colocação da relva será feita de forma inovadora, "com fixação de gravilha e telas próprias por baixo e não de asfalto, ao contrário do que acontece com a maioria dos campos sintéticos existentes no país".

Sem ter em vista outras obras de requalificação intensas no espaço, o responsável avançou que serão feitos apenas "alguns reajustes nas drenagens e modificações de algumas caleiras".

Apesar dos técnicos responsáveis pela colocação do sintético garantirem que a obra estará pronta "num mês e meio", José Olgário acredita que esta, no mínimo, estará concluída apenas em meados de Julho.

Num investimento tripartido, ou seja, dividido entre clube, Junta de Freguesia de Santiago de Bougado e Câmara Municipal da Trofa, a obra vai marcar o desaparecimento de um dos cinco pelados ainda existentes na competição onde milita o emblema bougadense.

A angariação de fundos para o clube conseguir pagar a sua parcela do investimento é uma hipótese que o presidente não descarta: "esta obra não é feita para nós. Está a ser concebida especialmente para os cerca de 300 jovens que temos no clube. Assim acaba toda a lama no Inverno e pó no Verão. Os pais com certeza que serão sensíveis a isso e na medida do possível ajudarão. Estamos a estudar ainda a oportunidade de abrir uma conta só para esse efeito, numa instituição bancária" referiu.

António Azevedo, presidente da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, demonstrou "grande satisfação de poder ajudar este clube". Todos os esforços feitos para que o terreno estivesse no nome da Junta "foram apenas um pequeno passo para que no futuro tenhamos um grande estádio, para todo o concelho".

Por seu lado, o presidente da autarquia trofense, Bernardino Vasconcelos, ressalvou "a promessa de investimento feita há uns anos atrás" e que agora é "uma realidade". O presidente frisou ainda o facto deste investimento ser "um exemplo de como a Câmara actua no sentido de apoiar os trofenses, neste caso jovens e atletas".

Em jeito de conclusão o edil trofense anunciou que o Parque de Jogos da Ribeira, "com as excelentes potencialidades que possui", poderá no futuro transformar-se num grande "zona desportiva".

 

Despedida do campo do Bougadense

Mais de mil pessoas marcaram presença na festa de despedida do campo pelado do Atlético Clube Bougadense, que decorreu no passado sábado e que contou com uma corrida de automóveis dentro do campo de jogos.

Segundo José Olgário, as obras vão começar de imediato com a colocação do piso sintético e é provável que haja uma alteração nas medições do mesmo que "vai ficar com mais cinco metros para podermos beneficiar das provas da 1ª Liga".

O objectivo final desta corrida, era no fundo a angariação de fundos para conseguir o que "ainda nos falta para realizar a obra", e ainda a despedida do próprio "campo velho".