Os efeitos da actual pandemia, para lá do impacto profundo e directo que tiveram na saúde pública e nas vidas de milhares de portugueses, das mais variadas formas, traduzem-se também em consequências económicas que afectam, sobretudo, os mais desfavorecidos. No espaço de poucas semanas, extinguiram-se milhares de postos de trabalho, perderam-se fontes de rendimento e desfizeram-se micro, pequenas e médias empresas, incapazes de fazer frente à quebra abrupta de facturação, que se fez e ainda se está a fazer sentir.

Neste contexto, ao qual a Trofa e os trofenses não são alheios, (…)

Esta crónica só pode ser lida integralmente na edição impressa do jornal ou através da edição disponível para assinaturas online. Mais informações aqui