O Salão Paroquial de Alvarelhos foi pequeno para acolher as pessoas que quiseram ver a peça de teatro organizada pelo Grupo de Jovens Santa Maria de Alvarelhos.

“O Bar da Borboleta Louca” foi uma peça escrita por dois elementos do grupo que deram azo à imaginação e construíram uma comédia que fez rir o público do início ao fim. O improviso foi um dos trunfos desta iniciativa que pretendia abraçar uma causa: angariar fundos para a construção da sede do grupo.

De acordo com Pedro Teixeira, presidente do Grupo de Jovens Santa Maria de Alvarelhos, o projecto prevê construir uma sede nas traseiras do Salão Paroquial, um local “onde o grupo possa ter as suas coisas”. “Como o dinheiro não cai do céu, decidimos colocar mãos à obra e o teatro, mesmo não sendo um caminho que os jovens costumam seguir, consideramos que era uma boa solução”, explicou.

peca-teatro-alvarelhos

O responsável pelo grupo estava satisfeito com a adesão do público que encheu o Salão Paroquial: “Uma casa cheia, o que é bastante bom, porque prova que as pessoas valorizam o nosso trabalho”.

Mais de 40 jovens trabalharam para tornar realidade esta peça de teatro. No entanto, o grupo não esquece a ajuda dos pais nem a contribuição do TCA, que permitiu dar um “carimbo de qualidade à iniciativa. “É de louvar o facto de podemos contar com o apoio dos nossos pais e dos nossos amigos. Queríamos agradecer também ao TCA, porque com a sua presença foi-nos dado um carimbo de qualidade, o que de certa forma dignifica o nosso trabalho”, afirmou.

O Grupo de Jovens Santa Maria de Alvarelhos existe há 17 anos e um dos grandes trabalhos desenvolvidos durante o ano é a Via Sacra ao vivo, que atrai pessoas de todo o concelho à freguesia.