protocolo-santotirso

A Câmara Municipal de Santo Tirso assinou, esta quarta-feira, com a Faculdade do Desporto da Universidade do Porto e com a Escola Secundária D. Dinis um protocolo de colaboração, através do qual as três entidades se comprometem a desenvolver um projecto de investigação e intervenção educativa junto da comunidade escolar da aludida escola com o objectivo de melhorar as condições de saúde de cada um. 

Os dados resultantes deste projecto de pesquisa – que será coordenado pelo Prof. Dr. José Maia, investigador e docente da Faculdade do Desporto da Universidade do Porto – vão permitir a implementação de estratégias quer de acção política quer de acção pedagógica no âmbito da educação para a saúde e qualidade de vida da população.  

O objectivo principal deste importante estudo – o primeiro a ser realizado no nosso país, abarcando um total de mil alunos (e respectivas famílias), professores e funcionários – é delinear as melhores estratégias para combater o preocupante incremento da obesidade infanto-juvenil, do sedentarismo e das co-morbilidades associadas como as doenças de natureza cardiovascular. O estudo propõe-se descrever e interpretar aspectos relacionados com o crescimento, actividade e aptidão física dos jovens, de inventariar os seus níveis de actividade física e comportamentos alimentares. 

Pelo protocolo assinado, a Câmara Municipal de Santo Tirso obriga-se a co-financiar o projecto através da atribuição de uma comparticipação financeira a pagar à Faculdade do Desporto da Universidade do Porto e a permitir que a informação resultante da pesquisa possa ser divulgada em artigos ou congressos nacionais e internacionais. 

Por seu lado a Faculdade do Desporto da Universidade do Porto obriga-se a apresentar no prazo de 30 dias o custo estimado do estudo, a desenvolver todo o projecto, a apresentar e disponibilizar tanto à Câmara Municipal de Santo Tirso como à Escola Secundária D. Dinis os dados científicos resultantes do estudo e a proceder ao lançamento oficial do relatório final em congresso científico a realizar em Santo Tirso. 

Já a Escola Secundária D. Dinis obriga-se a prestar todo o apoio pedagógico, administrativo e organizacional ao estudo, disponibilizando os recursos humanos que se afigurem necessários à concretização do projecto. 

Nas intervenções que se seguiram à assinatura do protocolo, o Professor Doutor Jorge Olimpo Bento (presidente do Conselho Directivo da Faculdade de Desporto da UP) não deixou de elogiar a Câmara Municipal de Santo Tirso “por assumir o seu papel na promoção da qualidade de vida e bem estar dos seus cidadãos” e por aceitar, sem reservas, “patrocinar um estudo que tem “tanto de necessário como de inovador”. E concluiu, afirmando que o estudo também ajudará a promover “a internacionalização do Concelho de Santo Tirso”. 

Carlos Teixeira, o Director da Escola Secundária de D. Dinis, relevou a importância do estudo não só porque “vai ajudar a promover a saúde na população escolar” como também proporcionar que “os pais voltem à escola”. E terminou, agradecendo “o apoio que a Câmara Municipal está a dar ao projecto”. 

E porque a “Educação é uma prioridade para Santo Tirso”, Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, não deixou de relevar “os importantes investimentos que se estão a fazer na requalificação das escolas do concelho”, adiantando que também a Escola D. Dinis, “será alvo de importantes obras de requalificação a breve prazo”. Depois não deixou de relevar “a enorme importância da parceria e do projecto porque nos vincula a todos [autarquia, escola e universidade] à comunidade escolar”, desejando que o projecto “se possa alargar «a posteriori» a toda a comunidade escolar do concelho”.