Oito pessoas viram certificada a experiência de vida e as competências adquiridas no extinto projeto TCA, que a professora Maria Rosa Lage deu continuidade.
“Hoje é o dia mais feliz da minha vida”. A frase saía de quando em vez das bocas daqueles que há uns anos não sonhavam com a possibilidade de serem certificados com o 4º ano de escolaridade, depois de as privações do passado lhes terem roubado a infância. Depois do exame, realizado na Escola Secundária da Trofa, Rosa Pereira era uma das mais entusiastas, que depois deste desafio já só pensa em enriquecer a sua formação: “Se Deus me der saúde, pelo menos até ao 6º ano queria fazer e se a minha cabeça deixar até ao 9º ano. Nunca é tarde para aprender”.

Rosa quer esquecer os momentos em que não se “desenrascava” e dependia da ajuda de “familiares”, principalmente da filha.
Esta trofense foi uma das oito pessoas que viram certificadas as suas competências ao nível do 4º ano, através de uma avaliação feita pelo Centro Novas Oportunidades da Escola Secundária da Trofa e validada pela DREN (Direção Regional de Educação do Norte), na manhã de terça-feira.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF

{fcomment}