As ruas Poeta Cesário Verde e Armindo Costa Azevedo Júnior, junto à nova estação de comboios, foram palco da iniciativa “Natal no Novo Centro”. Evento termina no dia 22 de dezembro.

“Natal do Novo Centro” foi o nome dado à iniciativa, que pretende dar a conhecer a “nova centralidade” da Trofa, junto à nova estação de comboios. A atividade, dividida em três dias (7, 8 e 22 de dezembro) foi possível graças à união dos comerciantes das ruas Poeta Cesário Verde e Armindo Costa Azevedo Júnior, que se querem dar a conhecer à população.

Nos dois primeiros dias do evento, os insufláveis e personagens como o Pai e a Mãe Natal, os duendes e a Minnie (responsabilidade da papelaria Mundo das Letras) deram um colorido especial ao espaço, enquanto a noite de sábado contou com montras vivas nas lojas, um espetáculo de fados, interpretados pelas irmãs Sara e Mariana Salgueirinho, e a atuação da Magistuna pelos cafés da zona, que segundo Safia Chenaf “foram um sucesso”.

Já no domingo, a tarde foi preenchida com um desfile de moda “original”. Sem “passerelle, luzes e holofotes”, as manequins desfilaram na rua, dando a possibilidade a quem passava de apreciar os modelos de três lojas.

“Cada vez mais as pessoas procuram o comodismo, deslocando-se a um shopping, e não tiram tempo para vir ao comércio local. Com esta iniciativa quisemos chamar a atenção que a Trofa tem boa oferta e acho que o objetivo foi alcançado”, frisou, acrescentando que “40 lojas aderiram, possibilitando que o evento fosse organizado com um custo muito baixo”. Safia Chenaf destacou ainda “o apoio da empresa Trifitrofa” e “da AEBA”, que “se voluntariou para financiar e organizar as atividades do dia 22 de dezembro”.

Paulo Salgueirinho, da papelaria Mundo das Letras, estava satisfeito com a organização da festa, que “é muito importante” para impulsionar a atividade dos comerciantes. Puxando “a brasa à sua sardinha”, Paulo Salgueirinho considerou que a papelaria “era das lojas mais bem decoradas” no evento, destacando a presença da Minnie, que ajudou a animar a iniciativa.

O responsável da papelaria lamentou o facto de “a Câmara não ter colaborado no apoio para esta festa” e “por não ter colocado iluminação” naquela zona.

Por seu lado, José Oliveira, responsável da loja Bibelot, salientou como aspeto positivo da inciaitiva “a união dos comerciantes”, na “primeira tentativa para se dinamizar o comércio” daquelas ruas. A “aventura”, tal como apelidou o evento, fez com que se registasse “um aumento do número de pessoas” e foi uma forma de “mostrar que existe uma nova centralidade” na Trofa.

A iniciativa também teve um cariz social, com a campanha de recolha de roupas, brinquedos e produtos de higiene para o Centro Comunitário da Trofa, da ASAS.

Irmãs cantam o Fado

As irmãs Sara e Mariana Salgueirinho abrilhantaram a noite de fados de um restaurante, na Esprela, em Bougado, na sexta-feira, 6 de dezembro. A atuação dessa noite animou o jantar dos clientes do estabelecimento de restauração e antecedeu outra performance, no dia seguinte. Na “Festa de Natal no Novo Centro”, na zona comercial junto à nova estação de comboios da Trofa, na Rua Cesário Verde, as meninas fadistas interpretaram algumas canções no interior de alguns estabelecimentos.