A música sacra do grupo Vox Angelis invadiu a Igreja Matriz de Santiago de Bougado, este domingo. O concerto em memória das Vítimas das Invasões Francesas inseriu-se na Semana Santa 2009 e juntou dezenas de apreciadores de canto e do som dos mais afinados instrumentos.

 Este domingo na Igreja Matriz de Santiago de Bougado, foram lamentadas, em concerto, as vítimas das Invasões Francesas de há 200 anos. O concerto intitulado “Lamento em memória das vítimas das Invasões Francesas”, com interpretação dos Vox Angelis juntou dezenas de populares que vieram assistir à sessão musical.

“Este concerto insere-se na evocação do Bicentenário das Invasões Francesas e nós quisemos associar este ano os concertos da Semana Santa da Páscoa também com a evocação do bicentenário, até porque o programa dos dois concertos tem um conteúdo eminentemente sacro e realiza-se em duas igrejas, na de S. Martinho e Santiago de Bougado”, explicou António Pontes, vereador do pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Trofa.

A “evocação das vítimas das invasões” era o principal objectivo da autarquia com a realização deste concerto. “Aqui na Trofa houve pessoas que pereceram mediante este conflito que passou pela cidade e acabamos por homenagear essas pessoas que há 200 anos atrás sofreram na pele a força de um invasor”, explicou o vereador.

concerto-invasoes-(2)

O grupo Vox Angelis é composto por Pedro Miguel Nunes, barítono, Maria José Ribeiro, soprano, Katarzyna Anna Pereira, violinista, Larissa Shomina, violinista, André Araújo, violetista, Svitlana Gavrikova , violoncelista e Mário Paulo Alves, cravista.

Mas este não será o único concerto da Semana Santa 2009. O próximo será no próximo sábado, 4 de Abril, pelas 21.30 horas na Igreja Nova da Trofa, intitulado “The Armed Man: A Mass For Peace”, Missa pela Paz, Karl Jenkins. Este concerto contará com a presença da Orquestra Filarmonia das Beiras, Coro de São Tarcísio, Coro dos Meninos Cantores do Município da Trofa, Sara Carneiro, soprano, Alexandra Calado, contralto, Francisco Reis, tenor, Sérgio Nery, barítono, com direcção de Jairo Grossi.

 

Vereador da Cultura satisfeito com a adesão às iniciativas

 

António Pontes, depois de três meses a comemorar o Bicentenário da passagem das tropas francesas por Portugal e pela Trofa, fez um balanço “extremamente positivo” e não deixou de frisar a “adesão em massa” da população e das associações do concelho.

“A adesão passa por vários aspectos, desde a colaboração que nós tivemos por exemplo na participação na recriação histórica em que tivemos muitos figurantes a participar de uma forma espontânea e estamos a falar de pessoas das associações culturais, recreativas e também das escolas. Estamos a falar também da forma como as crianças nas escolas também se debruçaram sobre esta temática, e recordo o Carnaval”, afirmou.

Recordando todas as actividades já realizadas desde Janeiro, Pontes recordou ainda a adesão de todos aqueles que estiveram apenas a assistir: “temos tido uma adesão fabulosa, as pessoas têm aderido e percebem que estamos a evocar algo que tem um significado para a nossa história, para a história da Trofa”.

Para além do concerto musical no próximo sábado, está já prevista, no programa das evocações do Bicentenário das Invasões Francesas, a realização da exposição “A Guerra Peninsular na Banda Desenhada” – Soc. Histórica da Independência de Portugal, que estará patente de 3 a 12 de Junho, na Biblioteca da Escola Básica 2,3 de S. Romão do Coronado e Covelas.