Trofenses celebraram Dia de S. Valentim na Casa da Cultura com música, poesia e emoção à flor da pele.

 Luís de Camões, Almeida Garrett, Fernando Pessoa e muitos outros escritores deixaram as prateleiras e ajudaram os trofenses a celebrar o amor no dia mais romântico do ano. As palavras não surgiram sozinhas e fizeram-se acompanhar pelas notas musicais das interpretações do grupo Famaquarteto, dando vida à iniciativa “O amor está no ar”, promovida pela autarquia trofense, no dia 14 de Fevereiro.

Ao longo de quase duas horas, as palavras de amor encheram a Casa da Cultura da Trofa. Rosa Lopes e Celeste Guerra são colegas na formação de equivalência ao 12º ano e na noite de segunda-feira trocaram a sala de aula pelo espaço cultural trofense. Ainda antes de começar a iniciativa, Rosa já se entretinha a ler um dos muitos poemas espalhados pela sala, enquanto a amiga Celeste garantiu que “faz sempre sentido” assinalar o Dia dos Namorados, sobretudo, quando a actividade “não tem custos” para os participantes.

Esse foi um dos motivos para que o amor andasse no ar, como explicou Assis Serra Neves, vereador do pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Trofa: “É uma actividade pouco dispendiosa tanto para a autarquia como para a população que pode celebrar o Dia dos Namorados sem gastar dinheiro”. “Esta é uma iniciativa diferente, mas que correu muito bem”, acrescentou.

Com a música como pano de fundo, as senhoras do público foram presenteadas com uma flor, entregue pelas mãos do vereador. A encerrar a noite, houve ainda tempo para um momento de convívio, com o público a trocar dois dedos de conversa por entre chás e bolachas em forma de coração, ou não fosse aquele o dia dedicado ao amor.