Moradores na Rua Aldeia Nova, no lugar de Quintão, no Muro, inauguraram, no dia 1 de maio, um nicho à Nossa Senhora de Fátima.

 Foi a partir de “uma sugestão” do padre Manuel Domingues, antigo pároco da freguesia do Muro, que alguns moradores decidiram criar uma comissão para preparar e planear a construção do nicho à Nossa Senhora de Fátima, na Rua Aldeia Nova, no lugar de Quintão.

A ideia surgiu em maio do ano passado, no final da procissão do mês de Maria, que os moradores daquele lugar organizaram em direção à igreja. Como “correu otimamente”, o padre Manuel Domingues sugeriu que “se erguesse uma pedra, para comemorar aquele feito”.

Dario Sousa, um dos elementos da comissão, contou que em meados de julho “começou-se a pensar na imagem que, depois de comprada “em bruto”, esteve no ateliê do Boaventura Sousa Matos para que fosse pintada. Foram os moradores que contribuíram para a construção do nicho.

O próximo passo seria decidir o local onde seria construído o nicho. “Havia um fontanário com água totalmente imprópria. A Assembleia da Junta de Freguesia já tinha decidido a sua demolição e a construção de algo para o substituir. Falou-se então com a Junta, que foi recetiva e procedeu à demolição do fontanário e aí nasceu o nicho à Nossa Senhora de Fátima”, contou Dario Sousa.

A imagem apenas foi para o seu lugar no dia que antecedeu à sua inauguração, que decorreu na tarde de quarta-feira, dia 1 de maio. A cerimónia de bênção esteve a cargo do padre Manuel Domingues e Rui Alves, pároco da freguesia do Muro.

A sessão, que contou com a presença do executivo camarário, da Junta e Assembleia de Freguesia, “cerca de metade da Banda de Música da Trofa”, terminou com um lanche preparado por “algumas senhoras” do local.

Foto: Joaquim Araújo