quant
Fique ligado

Ano 2010

Momentos de “conversa à volta do vinho”

Publicado

em

 

O restaurante Momentos recebeu um curso de enologia. Ao longo de mais de duas horas, os participantes aprenderam sobre o vinho, a sua produção e a sua conservação.

José Silva, crítico de gastronomia e de vinhos, começou o curso de enologia com… chá. Antes de tentarem adivinhar os vinhos que estavam a degustar, os cerca de vinte participantes testaram o paladar com chá preto frio, servido em chávena de café. “Transmiti-lhes sobretudo a experiência que tenho neste mundo, mas tentei desmistificar os feitiços, os paradigmas e os chavões que existem à volta do vinho”, explicou, antes do jantar que sucedeu à “conversa à volta do vinho”, como gosta de chamar, que decorreu no restaurante Momentos, na última quinta-feira.

O objectivo era “transmitir uma ideia normal de um consumidor”, ao mesmo tempo que os participantes aprendiam “pequenos truques”, relacionados com copos, temperaturas dos vinhos e a sua conservação. Conselhos “acessíveis a qualquer pessoa, com material que se compra no supermercado ou numa pequena loja de vinhos”, garantiu José Silva.

Depois da parte teórica, os participantes degustaram três vinhos – um branco, um rosé e um tinto – e aprenderam como devem apreciar o néctar de Baco. Finalmente, provaram os vinhos durante o jantar, para fazer a ligação com a comida que é o que faz sentido e o que é óbvio”. Com estes pequenos truques e “algumas brincadeiras que se podem fazer, no sentido de se ter prazer com o vinho”, porque o vinho deve “dar prazer”.

A empresa Vinhos Norte, cujo proprietário, Joaquim Lima, também marcou presença no curso de enologia, foi uma das promotoras do evento. Os vinhos “estão a ter muito boa aceitação no mercado internacional” e a empresa vai continuar a apostar “sempre na evolução para pôr melhores produtos no mercado”. Este tipo de iniciativas promovidas pelo restaurante Momentos são “muito importante para os produtores que aprendem muito, mas também é importante para o consumidor porque sabe escolher os bons vinhos”, defendeu o empresário. “A região dos vinhos verdes tem apostado muito na produção e na divulgação pelo mundo fora, fazendo dos vinhos verdes uma referência”, acrescentou.

“Esta é uma ideia que se quer repetir várias vezes” garantiu Renato Santos, proprietário do restaurante Momentos. O curso de enologia surgiu no seguimento de um dos objectivos do estabelecimento de restauração: “Desde que este restaurante foi pensado, a ideia sempre foi fazer este tipo de momentos de agradável prazer para as pessoas, Foi com esse espírito de empreendedorismo que nasceu o Momentos, trazendo algo que a Trofa ainda não tinha”.

Publicidade

Renato Santos asseverou que “as pessoas adoraram e já perguntaram quando é que vai haver o novo curso”.

A decoração do restaurante Momentos está a cargo da empresa Sanimaia, que para a iniciativa de quinta-feira, juntou alguns pormenores de requinte ao espaço.

Como reconhecer um bom vinho

José Silva garante que é possível encontrar bons vinhos a bons preços. “Até 5 euros uma pessoa consegue comprar coisas fantásticas”, garante. A tendência é para que o preço de cerca de 95 por cento não ultrapasse os cinco euros, embora existam vinhos que “não se podem beber todos os dias”.

No momento de escolher um vinho a primeira coisa que se deve fazer é obter informação, através de revistas e livros sobre a temática. Depois, para ficar a conhecer a oferta, fazer visitas a hipermercados, feiras de vinhos e gastronomia e garrafeiras, sem medo de experimentar, até porque “não se paga nada por isso”. No início, deve-se limitar o preço, para que o universo de escolha também diminua. No entanto, “o melhor vinho é aquele que sabe melhor”, dependendo da ocasião e dos sentimentos no momento em que se vai abrir uma garrafa e, naturalmente, da comida que vai ser servida. Antes de provar o vinho, a cor e o aroma devem ser apreciados. Para ter uma percepção nítida do sabor, é necessário prolongar a degustação para que a língua reconheça todos os sabores contidos no vinho.

Depois de comprar o vinho, há alguns cuidados de conservação que devem ser tidos em conta, como escolher um local com pouca luz e onde não existam oscilações de temperaturas. Cada vinho é diferente, mas estes cuidados servem para qualquer tipo de vinho. Assim, o consumidor garante a qualidade da bebida.

Publicidade
Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Ano 2010

Tradição de porta em porta

Publicado

em

Por


O Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado mantém viva, ano após ano, a tradição de cantar as janeiras de porta em porta, levando o folclore da região a todas as casas.

(mais…)

Continuar a ler...

Ano 2010

Arte em quatro rodas

Publicado

em

Por

Francisco Maia tem uma oficina de restauro diferente: recupera automóveis antigos há mais de 20 anos.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também