Motivado pela conclusão das obras em execução, Modesto Torres recandidata-se também para realizar os novos projectos em mente para a freguesia. A requalificação da Rua de S.Mamede e da Rua Vale do Coronado, a conclusão do alargamento do cemitério e a construção da Casa Mortuária são as obras prioritárias para o autarca mamedense.

“Por S. Mamede Sempre” é o lema de Modesto Torres, candidato pelo PSD à Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado, que se recandidata para o seu último mandato. Perante familiares, amigos e simpatizantes que, quinta-feira, encheram o Restaurante Casa dos Arcos, em S. Mamede, o social-democrata sublinhou que não “quer ver os destinos da freguesia menosprezados ou adulterados”. Em entrevista ao NT/TrofaTv, Modesto Torres afirmou que “por S.Mamede estará sempre disponível” e que “não gostaria de ver os projectos que estão em execução serem terminados de uma forma abrupta”.

Motivado pela conclusão das obras em execução, Modesto Torres recandidata-se também para realizar os novos projectos em mente para a freguesia e adiantou as obras que considera prioritárias.

“A Rua de S. Mamede e a Rua Vale do Coronado, que são duas ruas principais da freguesia de S. Mamede do Coronado, eu gostava de ver requalificadas em toda a sua extensão, não só ao nível do piso, mas também ao nível das infra-estruturas básicas que complementam essas estradas”, adiantou o candidato, referindo-se a “passeios, águas pluviais e até electricidade enterrada”. “Gostava de ver essas estradas como sendo vias de cintura interna”, referiu.

apresentaao-Modesto-Torres

Não menos importante para Modesto Torres é a conclusão da ampliação do cemitério “que falta pouco para terminar” e a obra da Casa Mortuária. À lista de projectos que pretende para S. Mamede do Coronado, Modesto Torres acrescenta ainda “uma piscina para ocupação de tempos livres dos mais idosos e prática desportiva para os mais jovens”, a “requalificação de todos os fontenários da freguesia” e a “colocação de sinalização semafórica”. A somar a isto tudo, o candidato quer ainda a “construção de pelo menos dois parques infantis públicos”, a “criação de um Centro Cívico que sirva a Vila do Coronado” e “acabar com a existência de ruas em terra batida no espaço geográfico da freguesia”.

“Um homem competente, interessado pela sua freguesia e que rema para o lado da coesão municipal”. Foi desta forma que Bernardino Vasconcelos, presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, definiu o candidato a S. Mamede do Coronado. “É um homem com grande capacidade de trabalho, persistente, um pouco ‘arisco’ naquilo que defende, mas com um coração enorme”, afirmou Vasconcelos ao NT/TrofaTv, salientando que Modesto Torres “é a pessoa mais indicada para presidir aos destinos da freguesia de S.Mamede”.

Para o presidente da Concelhia do PSD, o facto de hoje o concelho da Trofa ser constituído por oito freguesias em muito também se deve ao autarca mamedense. “Através da sua votação para integrar o concelho da Trofa, foi essencial para que hoje tivessemos esta coesão de oito freguesias e que não fossemos amputados de uma outra freguesia”, sublinhou.

Recorde-se que o PSD já apresentou seis dos oito candidatos às Juntas de Freguesia do concelho. Esta quinta-feira tem lugar a apresentação de Vítor Maia, candidato à Junta de Freguesia do Muro, e na sexta-feira, Guilherme Ramos apresenta-se como candidato a S. Romão do Coronado.