modesto_torres

Apesar de se sentir “semi-satisfeito”, Modesto Torres faz um balanço positivo do mandato à frente da freguesia de S. Mamede do Coronado e garante que na freguesia “existem projectos a serem executados a curto e médio prazo”.

Nos últimos quatro anos S. Mamede do Coronado “ganhou várias coisas e irá ganhar mais no futuro”. A garantia é de Modesto Torres, presidente da Junta de Freguesia que, em entrevista exclusiva ao NT, faz um balanço positivo do mandato que em breve se encerra. O autarca mamedense define-se como um “eterno insatisfeito”, porque “gostaria de ter feito muito mais”, mas mesmo assim sente-se realizado com o trabalho efectuado na freguesia.

“Dentro daquilo que é possível, tendo em conta os constrangimentos que a Câmara e o país atravessam, considero que nestes quatro anos tudo o que foi feito foi feito devidamente elaborado e projectado”, assegura.

Apesar de algumas intervenções estarem em andamento e que, devido a uma questão de tempo, não deverão ser terminadas até ao final do mandato, Modesto Torres garante que “salvo uma outra obra, o que foi projectado foi conseguido”.

Questionado sobre as obras realizadas que realça, Modesto Torres destaca aquelas que “foram há muitos anos reclamadas pelos habitantes de S. Mamede e não só”. É exemplo a execução de um passeio na Rua Vale do Coronado que já se encontra em fase final de execução e que, segundo o autarca mamedense, é “uma obra emblemática que vai ficar para futuro para a segurança das pessoas de S. Mamede e não só”. Modesto Torres aproveitou a oportunidade para realçar a “feliz participação de todos os proprietários contíguos desse passeio na Rua Vale do Coronado” e adiantou que, ao contrário do que já foi dito na freguesia, o passeio não encurtou, mas sim “alargou cerca de 60 centímetros”.

A repavimentação da Rua de Brêto e da Rua Cónego Joaquim Luís de Assunção “também há muito reclamada” merecem destaque por parte do presidente da Junta de Freguesia, assim como a construção das casas de banho no largo do Espírito Santo e a dotação daquele espaço de um “lugar aprazível para se poder viver”. “Em S.Mamede começa a haver lugares para se passar uns tempos maravilhosos em termos de lazer”, garante Modesto Torres.

Também as obras dirigidas aos mais novos são realçadas pelo presidente do executivo, como a construção do mini-parque infantil na EB1 do Casal que o autarca garante que irá ficar ainda melhor no futuro. Modesto Torres recordou ainda em particular a construção “de raíz” da EB1 de Vila, que também vai ser dotada de mini-parque infantil.

No que diz respeito aos objectivos que não foram cumpridos, Modesto Torres lamenta não poder acabar com a conclusão da obra no cemitério da freguesia. “A conclusão do cemitério ficou por fazer, porque entendi que existiam outras obras mais prioritárias, sendo que o cemitério também é uma obra prioritária”, esclareceu o presidente do executivo, referindo-se às obras do abastecimento de água ao domicílio e do saneamento básico, assim como o abastecimento de água no lugar de Mendões.

Quanto ao trabalho desenvolvido em S. Mamede do Coronado, Modesto Torres dize-se “semi-satisfeito” e ressalva que “independentemente de ser reeleito ou não, a freguesia tem uma garantia, que é a de que exitem projectos na freguesia a serem executados a curto e médio prazo”.