Select Page

Ministro da Saúde elogia “empenho da Câmara de Famalicão”

Ministro da Saúde elogia “empenho da Câmara de Famalicão”

O ministro da Saúde, Correia de Campos, está disponível para desenvolver parcerias com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão de modo a avançar com diversos projectos da área deinfra-estruturas de saúde no concelho. O ministro, que falava no âmbito da inauguração da nova Extensão de Saúde de Delães, respondia assim ao apelo lançado pelo presidente da Câmara Municipal de Famalicão, que lhe solicitara "uma reunião de trabalho para encontrar soluções que resolvam as lacunas de Famalicão em termos de equipamentos de saúde".

 

Concretamente, Armindo Costa pretende que o Ministério da Saúde reinstale algumas extensões de saúde que actualmente não dispõem das melhores condições de atendimento, assim como pretende solucionar o problema da falta de espaço que se regista no Centro de Saúde de Vila Nova de Famalicão, instalado na sede do concelho num edifício já com 15 anos. A anunciada nova Correia de Campos inaugura Centro de Saúde de Delães e abre a porta a novos investimentos no concelhourgência do Centro Hospitalar do Médio Ave, na unidade hospitalar de Vila Nova de Famalicão, é outra das preocupações do autarca, dado que a velha urgência não tem as mínimas condições de atentimento aos doentes.

Quanto ao novo equipamento de Delães, que foi lançado pelo Governo de Pedro Santana Lopes, em 2004, em terrenos cedidos pela Câmara Municipal, o ministro Correia de Campos foi mais alargado nas palavras. Agradeceu "a disponibilidade e empenho da Câmara de Famalicão na procura de um terreno nobre e de localização privilegiada para a instalação da extensão de saúde de Delães" e elogiou fortemente a arquitectura do edifício. "É um espaço muito bonito, funcional e confortável, onde as pessoas se sentem bem, mas não podemos esquecer que a qualidade do espaço, também se deve à excelência e centralidade do terreno, cedido por esta Câmara Municipal", reforçou o governante.

O novo equipamento, que veio substituir um edifício velho sem nenhumas condições para a prestação dos cuidados de saúde, na zona nascente do concelho, foi dimensionado para acolher o Centro de saúde de famalicão II, o qual foi extinto na última reorganização dos serviços de saúde. No entanto, as novas instalações, situadas ao lado do Pavilhão Gimnodesportivo de Delães, irão acolher serviços que até agora eram prestados na unidade de Vila Nova de Famalicão.

O equipamento de saúde agora inaugurado era já reclamado há vários anos pela população de Delães. Servindo cerca de 20 mil utentes, a nova extensão de saúde passou a albergar também os serviços centrais e a Unidade Operativa de Saúde Pública concelhia, acolhendo em breve uma Unidade de Saúde Familiar.

O vice-presidente da Câmara Municipal, José Santos, que representou Armindo Costa em parte da cerimónia de inauguração (já que o presidente da Câmara teve de se deslocar para Lousado, onde, à mesma hora, estava o primeiro-ministro José Sócrates), enalteceu a satisfação da autarquia em "inaugurar obra feita e por constatar o aumento da oferta de equipamentos de saúde de qualidade no concelho". O responsável autárquico aproveitou ainda para chamar a atenção do governo para "a importância do futuro Serviço de Urgências do Centro Hospitalar do Médio Ave, cujo projecto está pronto".

Na resposta o ministro da Saúde prometeu dar atenção aos problemas do concelho, deixando um desafio ao município famalicense referindo que "sendo um dos concelhos com maior pujança demográfica, económica e industrial do país tem condições para se tornar no futuro uma das regiões mais bem servidas em termos de unidades de saúde".

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização