O número de animais abandonados em Portugal aumentou este Verão, mas no concelho da Trofa a tendencia é inversa, graças à acção da Associação Um Animal, Um Amigo (AUAUA), que tem incentivado a população trofense a adoptar animais, através das diversas campanhas de sensibilização desenvolvidas nos últimos dois meses.

   Para Sílvia Coutinho, presidente da AUAUA, a realidade trofense, não se assemelha ao que se passa a nível nacional, pois este ano em Julho e Agosto deram entrada no Canil da Trofa, 97 cães e foram adoptados 47, durante as campanhas de adopção realizadas pela associação.

"A nível nacional houve um grande aumento do número de animais abandonados, devido à situação económica em que o país se encontra. Muitas famílias atravessam dificuldades financeiras e em consequência disso abandonam os animais", explicou Sílvia Coutinho. Na Trofa a tendencia foi bem diferente "este ano nota-se que as pessoas tiveram mais consciência e registamos menos abandono. No ano passado tivemos 320 entradas de animais no canil municipal e este ano só tivemos 200", frisou.

Devido às campanhas que esta associação tem desenvolvido, o número de animais adoptados tem aumentado. Esta situação também se explica devido ao facto de que "havia pouca informação, porque muitas pessoas não sabia que o canil da Trofa existia", asseverou. Mas neste momento, a AUAUA contacta com pessoas, que diariamente perguntam a localização do canil e têm visitas de pessoas de outros concelhos, "porque nós temos email, propaganda na rádio e nos jornais da região, e as pessoas ficam melhor informadas e consciencializadas do problema que é o abandono dos animais", afirmou a presidente.

"É uma questão de civismo", assegurou Sílvia Coutinho, tudo começa nas crianças na escola, porque se estas forem alertadas para o não abandono dos animais, elas irão ensinar os mais adultos, "se nós conseguirmos consciencializar as pessoas que um animal é um amigo, é quase como uma pessoa da família, temos de fazer ver às pessoas que um animal não é um objecto", afirmou.

Assim, resta o apelo "quem não quiser gastar dinheiro e ter um companheiro para toda a vida", poderá dirigir-se ao canil da Trofa, onde estão vários cães que necessitam de uma "família". Sílvia Coutinho referiu ainda que, "neste momento temos uma ninhada de seis cães, com um mês e meio no canil para dar" e reclama mais uma vez a atenção de toda a população para esta causa nobre.

 

Objectivos a alcançar

 

A AUAUA, desde o seu aparecimento em Julho deste ano, tem desenvolvido várias acções, entre as quais a campanha de adopção na semana da Expotrofa, onde deram dez cães, e a campanha no supermercado Modelo, onde recolheram 300 quilos de ração.

Sílvia Coutinho diz não querer desistir, e está já a encetar várias campanhas, esperando uma diminuição mais significativa do número de animais a dar entrada e a serem abatidos no canil da Trofa.

No início do ano lectivo, a associação vai iniciar uma campanha de sensibilização nas escolas trofenses, "vou falar com os professores, para que também eles nos ajudem a consciencializar as crianças", referiu. Também a concretizar, será a assinatura do protocolo de cooperação com a Câmara Municipal da Trofa, no dia 4 de Setembro.