Depois de um ano de interrupção, Junta de Freguesia recuperou o “Carnaval dos Cafés”.

Quando o perigo espreita, eis que Lucky Luke entra em ação. Na noite de segunda-feira, o super-herói andou pelos cafés de Santiago e S. Martinho de Bougado e, curiosamente, os irmãos Dalton também, em tentativas de assalto que saíram sempre frustradas, tal foi a atuação rápida e eficaz de Lucky Luke que, mais rápido que a própria sombra os neutralizava em segundos.

E por falar em heróis, também o príncipe encantado o foi. Montado no seu cavalo (imaginário) e ostentando a sua longa capa vermelha, encontrou a Branca de Neve num sono profundo e salvou-a do feitiço não com um, mas com vários beijos.

Mesmo que o príncipe não aparecesse, a Branca de Neve, acompanhada, claro está, pelos sete anões, podia contar com a ajudinha do Professor Kabumbo, mestre em vidência e especialista em curar todas as maleitas da vida.

Estes personagens fizeram parte do “Carnaval dos Cafés”, dinamizado pela Junta de Freguesia de Bougado (S. Martinho e Santiago). Neste concurso participaram cinco grupos e oito mascarados individuais.

Apesar de na rua, o Carnaval quase não se vislumbrar, nos cafés aderentes a animação foi constante. Pelos estabelecimentos passaram ainda noivas grávidas, popotas, mimos e até representantes da profissão mais antiga do mundo. E para completar o figurino, o espelho do sacrilégio: um padre acompanhado da “sua” rapariga, de esperanças.

As regras do concurso eram simples: os mascarados tinham de passar pelos cafés aderentes para serem avaliados por um júri. Os mais pontuados, venceriam um prémio que podia chegar aos 250 euros para os grupos e 150 euros para participantes individuais.

Durante a espera para saber os resultados, todos se juntaram em frente à Junta de Freguesia e Lucky Luke até se quis mascarar de repórter da TrofaTv, questionando diversos mascarados.

Somadas as pontuações, os resultados foram anunciados. Nos grupos, a Branca de Neve e os sete anões acabaram por arrebatar a concorrência e logo atrás seguiram o Lucky Luke e os irmãos Dalton. Em 3º lugar ficaram os Caretos e Companhia, que ofereceram o prémio à Conferência S. Vicente de Paulo de Santiago de Bougado.

Individualmente, o cheque mais valioso foi para o professor Kabumbo e o pódio foi completado, respetivamente, por Clementino, com uma gravidez em estado avançado e “à espera de ter vaga num hospital público” e pela Popota.

Luís Paulo, presidente da Junta de Freguesia de Bougado, afirmou que esta foi uma “tentativa de recuperar a expressão do Carnaval que a Trofa já teve”. “Perdemo-la enquanto outros concelhos ganharam. Foi uma pena, mas temos que a reavivar. Vamos trabalhar para isso”, frisou.

Galeria fotográfica na página de Facebook do NT, em www.facebook.com/onoticiasdatrofa.