Conferências S. Vicente de Paulo do concelho conseguiram reunir mais de um milhar de pessoas para uma caminhada solidária.

Não é habitual ver um número tão elevado de pessoas para uma caminhada. No domingo, 17 de novembro, no Parque de S. Pedro de Avioso (Maia), as conferências de S. Vicente de Paulo do concelho da Trofa conseguiram juntar mais de 1250 participantes, que tinham duas opções: caminhar dentro do Parque ou percorrer seis quilómetros num itinerário até ao Castro de Alvarelhos, onde iriam aprender mais sobre a estação arqueológica.

A ideia partiu de Júlio Paiva, responsável pela Conferência de Santiago de Bougado, que aproveitou a caminhada anual da empresa que gere para lhe dar uma expressão mais ampla. “O grande objetivo foi despertar a consciência da sociedade civil para a importância da ajuda ao próximo, porque muitas vezes estamos acomodados em casa e pensamos que são as outras pessoas ou uma instituição pública que têm de fazer o trabalho por nós. Quis alertar as pessoas que temos que ser nós a preocuparmo-nos com o próximo”, explicou em declarações ao NT, que considerou “fabuloso” o número de participantes.

Cada conferência – de Santiago, S. Martinho, Muro, Alvarelhos e S. Mamede – estava responsável pela promoção da iniciativa. Cada inscrição tinha um valor de cinco euros e, em troca, o caminhante recebia um kit composto por “uma camisola, um cachecol e um par de meias”. “A ideia era que as pessoas, para além de darem, recebessem”, justificou Júlio Paiva. As conferências faziam as inscrições e recolhiam os donativos, que vão ser distribuídos aos mais necessitados em forma de alimentos e medicamentos”, explicou.

Depois de uns exercícios de aquecimento, feitos ao som da música, os participantes reuniram-se junto à entrada do parque para o ponto de partida. A maior parte preferiu o percurso de maior dificuldade, mas talvez mais aliciante: até ao Castro de Alvarelhos.

A próxima iniciativa da Conferência S. Vicente de Paulo está agendada para as 12.30 horas do dia 15 de dezembro. Trata-se do jantar de Natal que vai reunir carenciados e comunidade, numa atividade que pretende promover a igualdade e dar conforto em época festiva àqueles que mais necessitam.

Já em 2014, a Conferência vai organizar outro jantar, desta vez em parceria com o Rotary Club da Trofa.