Cinco anos de mãos dadas para realizar sonhos. A declamação de poemas ao som de viola deu o mote para o jantar de aniversário do Rotary Club da Trofa, que ficou marcado pela transmissão de tarefas. Mafalda Cunha é a nova presidente e Sandra Reis assume a presidência do Rotaract da Trofa.

O Rotary Club da Trofa assinalou o quinto aniversário com um jantar no Restaurante Julinha Gourmet, em Santiago de Bougado, que marcou o início de tarefas da nova presidente Mafalda Cunha, que substitui António Pinheiro. Também o Rotaract Club da Trofa tem novo presidente e, igualmente, do sexo feminino. Sandra Reis vai prosseguir o trabalho de Luís Filipe Moreira.

Mafalda Cunha vai liderar o clube, mas assume que a sua função “nem é mais nem menos do que qualquer outra” no seio do Rotary. No discurso que proferiu durante o jantar, a nova presidente, que rejeita sexismos, lembrou o símbolo do Rotary, uma roda dentada, para dizer que “ao contrário de uma roda lisa precisa de todos para andar”.

rotary

“A minha missão é verificar se a roda está alinhada e pronta a trabalhar. É fazer andar a roda e a máquina”, referiu.

A nova presidente pretende exercer o cargo “sem pressões” e prefere um ano “de companheirismo” e que se caracterize pelo “idealizar iniciativas que apoiem a comunidade e as pessoas que precisam”.

Durante o mandato, Mafalda Cunha pretende dar continuidade às actividades já desenvolvidas pelo clube como o peditório da Liga Portuguesa Contra o Cancro, os rastreios e a educação solidária com o apoio na colheita de fundos para a cegueira irreversível. No entanto, este ano estão previstas também “outras iniciativas com a colaboração de companheiros rotários” que trabalham nas respectivas áreas de intervenção do Rotary.

“É uma obrigação nossa aproveitar o conhecimento e a experiência que temos dos nossos companheiros para desenvolver projectos nessa área”. Exemplo disso é um dos projectos previstos na área do ambiente e que está especificamente ligado à água. Para este e para outros que se possam concretizar, Mafalda Cunha espera ter o apoio de outras associações, da autarquia e das juntas de freguesia.

Também sensibilizado para a alfabetização e educação cívica, o Rotary tem previstas iniciativas integradas na área da cultura, também desenvolvidas em parcerias com outras entidades.

“Daremos continuidade ao projecto que o Rotaract da Trofa está a desenvolver com a ASAS, na qual vamos acompanhando o estudo de uma série de meninos aqui da Trofa e que é com muita alegria que nós vamos andando nos passeios daqui da nossa terra e eles nos abraçam e nos acarinham”, afirmou a presidente.

O Rotary pretende ainda alargar as fronteiras e desenvolver projectos internacionais. Mafalda Cunha não quis divulgar muitos pormenores, mas afirmou que juntamente com Vítor Boucinha está já “a idealizar com o resto do concelho director algumas iniciativas com algumas associações de outras partes do mundo”.

O Rotaract também tem uma nova presidente, Sandra Reis, que afirmou ao NT/Trofa que pretende “continuar com os projectos iniciados no ano anterior vocacionados para as crianças e desenvolver actividades para maior interacção com a comunidade da Trofa”.

As áreas de intervenção do clube incidirão na saúde, educação e ambiente e tudo o que foi feito poderá ser visto no stand que será montado na Trof@postajovem entre 17 e 21 de Julho.