Clube tem que saldar dívida de 63 mil euros ao fisco até esta sexta-feira, para poder ter equipa inscritas nos campeonatos profissionais.

A situação do Clube Desportivo Trofense é uma autêntica bomba-relógio nas mãos da comissão gestora, formada por seis sócios (inicialmente eram sete, mas um deles abandonou o grupo) que se disponibilizaram para tentar inscrever a equipa na Liga de Honra.

Esta semana, os sócios tiveram que angariar 4315 euros para pagar uma dívida relativa a multas da época desportiva anterior. Apesar de o prazo para a inscrição de 12 jogadores terminar esta quinta-feira, o clube não os deverá inscrever, esperando pela notificação da Liga para regularizar essa situação num período de cinco dias. Os sócios terão de encetar diligências para reunir cerca de 3500 mil euros para conseguir inscrever a equipa, no entanto, a maior preocupação é saldar, até às 17 horas desta sexta-feira, 13 de julho, a dívida de 63 mil euros ao fisco, que não pode ser negociada, uma vez que já existia um acordo que não foi cumprido por parte do Trofense. 

Só ultrapassado este entrave é que a comissão gestora conseguirá obter a declaração de não dívida às finanças, essencial para que o clube possa competir nos campeonatos profissionais. Os seis sócios agendaram uma reunião para as 19 horas desta quinta-feira, para fazerem um ponto da situação. Na sexta-feira realiza-se uma assembleia-geral extraordinária, pelas 20.30 horas, no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado para eleger os corpos gerentes do clube para o biénio 2012/2014.

{fcomment}