Violência de género, preconceitos e desencontros entre pessoas são os temas principais da obra produzida pela Cruz Vermelha em parceria com a editora Tcharan. O objetivo é contribuir para o fim de todo tipo de violência que existe na sociedade.
O livro, que conta com um texto inédito de José Saramago ilustrado por David Pintor caracteriza-se por ser uma obra onde o paralelismo entre as palavras de um escritor e a representação gráfica de um ilustrador “ reina”. Para Daniela Esteves, a CVP esta é uma obra que pode “passar diversas mensagens” sobre um único tema e “transmitir valores como a liberdade”. “Este projeto era um sonho, mas também um desafio”, acrescentou.
O texto inédito de Saramago, que faz as honras da obra, surgiu de uma conversa entre Adélia Carvalho, diretora da Tcharan, e Pilar del Río, viúva do Nobel da Literatura português, numa conversa ocasional onde depressa Pilar se prontificou a ceder um texto do escritor. “Sem dúvida que enriquece este livro”, garantiu Adélia Carvalho.
Para o autarca Paulo Cunha, “as boas causas merecem ser sempre bem difundidas e divulgadas de forma que os cidadãos possam aderir a elas e fazer delas também as suas causas”. O presidente do município famalicense garantiu ainda total disponibilidade para receber outros projetos que poderão vir a ser desenvolvidos pela delegação.
O livro destina-se ao público em geral e conta com ilustrações de grandes nomes do desenho que, além de enfatizar as temáticas abordadas, contribuem para que a sociedade não perca laços nem valores. Todo o valor angariado com a venda de exemplares será revertido na totalidade para a delegação trofense da CVP.