“Um grande sucesso”. Foi desta forma que o Lions Clube da Trofa descreveu a última colheita de sangue, realizada a 2 de maio, nas instalações da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa. Das 120 pessoas inscritas – o número máximo permitido devido à pandemia -, 115 efetivaram a dádiva de sangue, numa iniciativa realizada pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação e cumprindo as regras agora exigidas para assegurar a segurança de profissionais de saúde e dadores.

Face à grande adesão, e à impossibilidade de “cerca de 50 pessoas” não puderem dar sangue, naquele dia, o Lions Clube da Trofa decidiu promover mais uma colheita, que se realiza no próximo sábado, 16 de maio, também nas instalações da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa.

A iniciativa decorre das 9 às 12.30 horas e a entrada dos dadores faz-se, um a um, para evitar ajuntamentos. Os dadores devem levar máscaras de proteção individual e, à entrada, além de terem de desinfetar as mãos, serão sujeitos à medição da temperatura por um profissional de saúde. O distanciamento social também é obrigatório. Todos os profissionais de saúde estarão devidamente protegidos e os promotores também.

Está agendada mais uma colheita de sangue para o dia 30 de maio na EB 2/3 de Ribeirão entre as 9 e as 13.30 horas.

O Lions apela à participação de todos uma vez que os stocks de sangue começam a escassear.