O projeto deu os primeiros passos e passa agora para uma nova fase. Lançado há três anos, o projeto de incubação e impulso de novos negócios do concelho – o Lince-Trofa – assumiu um novo figurino e agora é “Pro”.

Depois de “renovada” a parceria, com a assinatura de um novo protocolo, a Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA) e Câmara Municipal apontam baterias para não só inspirar novos empreendedores como captar “empresas maduras” para a sua instalação em território trofense. Além disso, abre-se a porta à formação para o empreendedorismo, em ações junto das escolas.

“Sendo o concelho da Trofa reconhecido pela forte dinâmica empresarial e pelo empreendedorismo, e sendo a AEBA a associação empresarial que acolhe as empresas e os empresários com maior experiência e reputação nesta região, entendemos conjuntamente que seria muito útil promover a aproximação das dinâmicas e dos saberes empresariais aos jovens estudantes do concelho e a toda a comunidade escolar contribuindo assim para o desenvolvimento socioeconómico deste concelho e da região”, explicou a direção da AEBA.

À associação empresarial cabe, à luz do protocolo, criar condições físicas para que novos negócios possam ser incubados no concelho, disponibilizando, simultaneamente, um “centro de negócios”, para a tal “captação de empresas maduras” e abrindo portas para “a incubação virtual”, através da “criação de ferramentas digitais para apoios negócios atuais e futuros”, explica a autarquia em nota informativa.

As iniciativa Lince Jovem, “um estímulo ao empreendedorismo dos mais jovens com aproximação às escolas do concelho”, Lince Empreendedor, “com organização do concurso de ideias de negócio, e o Lince Lab, “programa de capacitação e aceleração, com workshops, seminários e outras formações”, são outras das competências da AEBA neste contexto.

“Somos um concelho de empresas e o trabalho de promoção e apoio ao nosso tecido empresarial não cessa. E nesse sentido é celebrado este protocolo, que permite continuar a implementar políticas de estímulo ao empreendedorismo e ao desenvolvimento económico da Trofa”, referiu o presidente da autarquia, Sérgio Humberto.

“Este projeto prevê como complemento ao lançamento de novas iniciativas empresariais (sobretudo com projetos de incubação), quer a captação e instalação de empresas já consolidadas e maduras, bem como diversas atividades de capacitação com o objetivo de estimular o empreendedorismo em todas as idades de desenvolvimento educativo e humano na expectativa de, conjuntamente com o Município, implementarmos uma cultura estruturada de verdadeira educação para o empreendedorismo com a participação e o envolvimento das diversas entidades regionais parceiras nesta missão”.

Direção da AEBA