Rancho das Lavradeiras da Trofa celebra 50 anos e preparou um programa de atividades com jantar para a comunidade.

Cinquenta anos só se fazem uma vez, por isso o Rancho das Lavradeiras da Trofa preparou um programa de atividades “digno” para que a data não passe ao lado da comunidade. O presidente do grupo, Luís Elias, avançou ao NT as iniciativas que estão marcadas para o dia 3 de dezembro (sábado).

As comemorações começam com uma missa, na Igreja Matriz de S. Martinho de Bougado, às 15 horas, seguida de uma romagem ao cemitério para homenagear os elementos do grupo já falecidos.

Para as 18 horas está marcada uma sessão solene, no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho, onde serão oferecidas lembranças alusivas às bodas de ouro do Rancho das Lavradeiras “às entidades oficiais que colaboraram e colaboram com o grupo”.

Depois de uma tarde protocolar, para a noite do dia 3 de dezembro estão reservados um jantar e um espetáculo, nas antigas instalações da Gabor, em Santiago de Bougado.

Luís Elias promete uma atuação “diferente daquilo que as pessoas estão habituadas a ver em termos de etnografia”. Para o espetáculo já está confirmada a presença das Cantadeiras do Vale do Neiva. Falta a confirmação do Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto.

Luís Elias considera que o programa de comemorações é digno da data, mas não deixa de salientar a preocupação na contenção financeira: “Se os tempos fossem outros, as comemorações teriam outra dimensão, outro envolvimento, porque estamos a falar de custos significativos. Tendo em conta o atual ambiente económico do País, quer o rancho na elaboração do programa foi comedido, quer o preço a pagar é razoável para que as pessoas possam desfrutar de um bom jantar e de um bom espetáculo”.

Os interessados em participar no jantar podem inscrever-se nos quiosques da Tina e do Pedro. O preço por pessoa é de 20 euros.

{fcomment}