julio-torcato

Júlio Torcato foi um dos 11 estilistas que se associaram à iniciativa de um grupo de deputados do Parlamento e desenharam um conjunto de chapéus e adereços para a cabeça a pensar nas mulheres que enfrentam a queda do cabelo, um dos efeitos dos tratamentos da luta contra o cancro.

Sónio Fertuzinhos, deputada socialista que sobreviveu ao cancro da mama, foi a principal dinamizadora da iniciativa que contou com as criações do estilista trofense, de Fátima Lopes, Storytailors, Rita Bonaparte, Filipe Faísca, Nuno Baltazar, Katty Xiomara, Ana Salazar, Alves e Gonçalves e José António Tenente.

A maioria dos criadores apresentaram propostas atraentes e outras excêntricas de um dos acessórios que simbolizam a força que muitas mulheres têm durante a difícil luta contra a doença.

Essa foi a ideia que levou à criação pela AR de um lenço em tons de rosa-choque e lilás, em algodão que foram postos à venda na Livraria Parlamentar. Quem comprar o lenço verá que leva também um folheto com seis maneiras diferentes de o colocar na cabeça.

Outra das vertentes desta iniciativa consiste na assinatura do protocolo entre a Associação Moda Lisboa, o Portugal Fashion, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e o Alto Comissariado para a Saúde, para a criação e fabrico dos acessórios.