Um morto foi o balanço de mais um acidente de viação no cruzamento da estrada nacional 104 (que liga trofa a Santo Tirso) e a Avenida de Paradela em S.Martinho de Bougado. O condutor do veiculo de duas rodas faleceu no local do acidente.

   Passavam dez minutos do meio dia quando o alerta soou no quartel dos Bombeiros Voluntários da Trofa dando sinal para um acidente de viação (mais um) na Estrada Nacional 104, que liga Trofa a Santo Tirso.

Uma colisão entre um veículo ligeiro de passageiros e uma moto acabou por ter um trágico desfecho: a morte de um jovem de 34 anos que conduzia o veículo de duas rodas.

O rapaz, natural de Santo Tirso, freguesia de Rebordões, estaria àquela hora de regresso a casa, na companhia de mais dois colegas motards quando se deu o acidente.

O veículo da marca Renault Clio estaria parado no eixo da via e preparava-se para entrar na Avenida de Paradela quando a moto, conduzida pelo jovem, que seguia no sentido Trofa/Santo Tirso, de acordo com algumas testemunhas que se encontravam no local, embateu na frente direita do veículo.

O jovem acabou por ser projectado contra o poste de iluminação pública. O ferido foi assistido no local pelos Bombeiros da Trofa, que foram auxiliados pela equipa médica do INEM de Guimarães e pelos técnicos da SIV do Centro Hospitalar do Médio Ave – Santo Tirso.

A vitima acabou por falecer no local do acidente e apresentava uma fractura de uma perna e no braço direito e ainda uma fractura da região cervical. O óbito foi confirmado pelo médico do INEM tendo o corpo sido removido para o Instituto Médico Legal de Guimarães para ser autopsiado.

No socorro à vítima estiveram envolvidos três elementos dos Bombeiros Voluntários da Trofa com duas viaturas (ambulância pré-hospitalar e uma viatura para transporte do corpo), a viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) com a equipa médica e a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) do Centro Hospitalar do Médio Ave. O jovem era casado e deixou uma filha.

A GNR registou a ocorrência e Brigada de Trânsito está a tomar conta do caso.