As luzes apagaram-se esta terça-feira à meia noite dando por terminadas as festas em honra de nossa Senhora das Dores. Dez dias de festa, muitas vezes condicionada pela chuva, terminaram esta terça-feira com um "balanço muito positivo" de acordo com José Dias, presidente da Comissão de Festas de Nossa Senhora das Dores.

  "As festas deram muito trabalho mas com fé e muita dedicação acabamos por fazer um bom trabalho", adiantou o presidente da Comissão de Festas José Dias. Com o sentimento de dever cumprido o presidente reconheceu a presença de milhares de pessoas na procissão e apesar da chuva que decidiu aparecer nos primeiros dias do certame, o balanço da edição 2008 das Festas de Nossa Senhora das Dores o balanço é muito positivo".

A Comissão de festas reconhece a importância de mater esta tradição da realização desta romaria e a necessidade de envolver cada vez mais os jovens da terra para que sintam as festas de forma diferente. "Este é um momento e um local de encontro de culturas, de pessoas e de feitios que deve ser preservado e é também um momento importante da nossa história" adiantou a esposa de José Dias.

Pelo palco das festas passaram este ano o cantor Emanuel que arrastou uma verdadeira multidão, as Bandas de Música da Trofa, Alvarense e de Freamunde, os Ranchos Folcloricos da Trofa e de vários pontos do pais, marcaram os dias e noites da romaria que conta já com mais de duzentos anos de historia.

Um dos pontos altos da festa foi também o fogo de artificio e p fogo preso que marcaram as noites de sábado e domingo.

No domingo à tarde centenas de pessoas marcaram presença na procissão a que assistiram milhares de pessoas que com maquinas fotográficas e de filmar registavam o momento para a posteridade.

De autocarro, de carro, até e ate mesmo de comboio milhares de romeiros acorreram à trofa para participaram numa das maiores romarias do norte de Portugal, famosa pela imponência dos andores e pela grande quantidade de figurantes.

 

Bispo de Lubango impressionado com Procissão

Zacarias, Bispo de lubango participou na procissão deste domingo na Trofa e mostrou-se "impressionado com o numero de crianças e jovens que participaram e assistiram a este acto religioso". O Bispo que esteve este ano pela primeira vez na Trofa, "apesar de ter sido convidado varias vezes pelo falecido pároco de S. Martinho, Joaquim Ribeiro, decidiu aceitar o convite formulado pelo actual pároco Luciano Lagoa.

Em entrevista exclusiva ao NT o Bispo apelidou a procissão em Honra de nossa Senhora das Dores de " imponente e que revela que o cristianismo é uma vida e quando vi tantos jovens, adultos e crianças compenetrados no que estavam a fazer, pensei que as forças do mal podem lutar contra nós mas não vencerão porque Maria vai connosco", frisou.

{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/dores2008.flv{/flvremote}