Ajudar Inês Vilarinho foi o mote para o Torneio Solidário, que decorreu na sede do Leo Clube da Trofa, junto à Escola Secundária, durante a tarde de sábado, dia 22 de fevereiro.

Os videojogos uniram 15 jovens por uma causa: ajudar Inês Vilarinho, que sofre de um tumor raro. A ideia partiu do Leo Clube da Trofa, que organizou um Torneio Solidário, onde foram disputados os videojogos PES e FIFA 2014. Para participarem, os jogadores tinham que pagar uma inscrição de cinco euros.

O presidente do Leo Clube da Trofa, Daniel Lourenço, contou que o grupo quando teve “conhecimento do caso de Inês Vilarinho” decidiu que tinha que “fazer algo para ajudá-la”, tendo surgido a “ideia de fazer o torneio de videojogos”, uma vez que é algo que “está muito na moda entre os jovens e que costuma juntar muita gente”. Os fundos angariados revertem na totalidade a favor da jovem Inês.

Daniel Lourenço queria “ajudar o máximo” que pudesse e apesar de saber que “não será um apoio muito grande”, acredita que “por cada inscrição, mais próxima a Inês está de ter os tratamentos”. “É bom num sábado à tarde ter aqui os jovens todos a jogar, mas gostávamos de ter mais. Estamos a pensar fazer mais vezes este tipo de iniciativas”, declarou.

O presidente referiu que na instituição já estão a pensar em organizar “outras atividades” para angariar fundos para Inês Vilarinho. Uma delas será um jantar, que está a ser organizado em colaboração com o Lions Clube da Trofa.

Inês Vilarinho, de S. Romão do Coronado, é uma jovem de 15 anos que sofre de um carcinoma mioepitelial de partes moles da região lombar, sendo uma das três dezenas de casos no mundo. A jovem tem cumprido tratamentos na clínica de Duderstadt, Alemanha, que aposta nas vacinas de células dendríticas. Os tratamentos são dispendiosos e a família já não tem meios financeiros para suportar as despesas.