quant
Fique ligado

Edição 462

Era uma vez a Feira Anual da Trofa…

Publicado

em

 

Foi a 2 de março de 1946 que Feira da Trofa teve a sua primeira edição. A partir daqui, anualmente no primeiro fim de semana de março a Trofa é palco da maior feira agropecuária do norte de Portugal.

“Atendendo a que a Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, e os seus moradores, por várias vezes, têm apresentado a esta Câmara a sua velha aspiração do estabelecimento de uma feira semanal naquela freguesia, a realizar aos sábados, nos terrenos do chamado parque da Senhora das Dores; atendendo a que aquela freguesia está bem servida de meios de transporte e de vias de comunicação que muito devem contribuir para o bom êxito da feira; e atendendo a que os estabelecimentos da feira muito deve contribuir para a realização de vários melhoramentos de que aquela freguesia carece, pela arrecadação da receita proveniente do aluguer de terrenos, aliviando assim, em parte, os constantes pedidos à Câmara de subsídios e à Junta de Freguesia para realização de pequenas obras urgentes. Proponho que a Câmara delibere (…) e autorize a Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, conforme solicitou, a estabelecer naquela freguesia uma feira semanal a realizar aos sábados, sob a denominação de Feira da Trofa”.

Este é um excerto de ata referente à reunião do executivo da Câmara Municipal de Santo Tirso, que aprovou por unanimidade a criação da feira semanal na Trofa, na sessão do dia 5 de janeiro de 1946, após décadas de diligências, pelo então presidente Adriano Fernandes de Azevedo.

Foi a 2 de março de 1946 que, em ambiente de verdadeira euforia, com a presença das autoridades e de gente vinda de todo o país, usando para isso os comboios que a CP punha neste dia em circulação para trazer os milhares de visitantes, que se procedeu à solene inauguração da Feira Anual da Trofa. A partir deste dia, a Feira semanal realizava-se todos os sábados no Parque Nossa Senhora das Dores, contando com duas feiras anuais: uma no primeiro sábado de março (data do aniversário da sua criação) e outra no primeiro sábado de setembro, mais conhecida por Feira de S. Miguel. A partir de 1950 ficou só a Feira de Março, pois a de setembro acabou.

Com três grandes secções – agrícola, comercial e pecuária – e acarinhada por todas as localidades circundantes, que dela igualmente beneficiavam, tão importante iniciativa desde logo se impôs como alto beneficio prestado às respetivas populações e com manifestos reflexo em todas as atividades económicas da freguesia e, de um modo especial, nos setores da agrícola e pecuária da região.

Em 2002, o certame iniciou o seu percurso ascendente, mudando a sua localização para a Feira e Mercado. Dois anos depois, já se verificava a necessidade de um espaço de maiores dimensões, para receber mais concorrentes.

A Feira Anual da Trofa não é só um belo cartaz de divulgação da agricultura, da pecuária e da produção de leite, mas é também um espelho da inovação que em termos de maquinaria e alfaias se tem registado para satisfazer as exigências do setor primário em Portugal.

Publicidade

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 462

Abertas candidaturas ao Prémio Bial

Publicado

em

Por

 

Prémio monetário, no valor de “340 mil euros”, assinala 30º aniversário da Fundação Bial. Candidaturas abertas até ao dia 31 de outubro.

“Premiar a investigação médica” é um dos principais objetivos do Prémio Bial, que pode ascender aos “340 mil euros”, sendo já considerado como “um dos maiores galardões internacionais na área da saúde”.

A 16ª edição do Prémio Bial, que este ano assinala 30 anos desde a sua primeira edição, ascende a “340 mil euros”, contemplando “a investigação básica e a pesquisa clínica através de duas modalidades: o ‘Grande Prémio Bial de Medicina’ e o ‘Prémio Bial de Medicina Clínica’”.

Luís Portela, presidente da Fundação Bial, relembra que este prémio nasceu para “incentivar a investigação médica e promover a sua divulgação, primeiro em Portugal e, posteriormente, a nível internacional, acompanhando ao longo da sua história a evolução e as tendências da Saúde e da Medicina”. Luís Portela orgulha-se de “promover um dos maiores galardões na área da saúde, capaz de atrair médicos e investigadores de diversos países e de premiar profissionais de referência mundial nas suas áreas de investigação”.

No valor de 200 mil euros, o Grande Prémio Bial de Medicina distingue “trabalhos de índole médica de grande qualidade e relevância científica”. Já o Prémio Bial de Medicina Clínica, no valor de cem mil euros, premeia “um tema livre dirigido à prática clínica”. No regulamento deste concurso está também contemplada a possibilidade de atribuição de menções honrosas, “até quatro trabalhos concorrentes, no valor de dez mil euros cada”. Para além do valor monetário, o Prémio Bial 2014 contempla uma edição exclusiva, com “uma tiragem entre cinco e 15 mil exemplares”, do trabalho vencedor do Prémio Bial de Medicina Clínica e de algumas das obras galardoadas, para divulgação e distribuição gratuita junto dos profissionais de saúde.

Instituído em 1984, o Prémio Bial é atribuído de dois em dois anos e já mobilizou “1315 investigadores, médicos e cientistas, autores de 580 obras candidatas”. Nas 15 edições realizadas, distinguiu “231 autores (91 obras premiadas)” e foram editadas e distribuídas gratuitamente pela classe médica e científica “mais de 30 obras premiadas, num total de mais de 300 mil exemplares”.

Criada em 1994 pelos Laboratórios Bial em conjunto com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, a Fundação Bial é uma instituição “sem fins lucrativos”, que tem como missão “a promoção do estudo do Homem, distinguindo-se pelo seu papel incentivador da investigação médica e científica a nível internacional”.  

Publicidade
Continuar a ler...

Edição 462

ADRC Finzes promove Caminhada no Dia da Mulher

Publicado

em

Por

Para assinalar o Dia Internacional da Mulher, a Associação Desportiva Recreativa Cultural de Finzes vai promover uma caminhada no dia 9 de março.

A concentração está marcada para as 9 horas, junto à Academia Municipal da Trofa (Aquaplace) e o percurso terá um grau de dificuldade média/baixa. No fim, haverá uma aula de relaxamento.

É obrigatório o uso de sapatilhas.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nos locais de divulgação ou através do contacto telefónico 911 025 393. 

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);