Diácono João Alves foi apresentado à paróquia de Santiago de Bougado, no dia 22 e 23 de dezembro de 2012. Este é o primeiro diácono permanente na Vigararia Trofa-Vila do Conde.

Devido à “escassez de padres”, o Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, fez um apelo aos párocos, através de carta, para que encaminhem “alguém da sua confiança e que conheçam bem”, para que fossem “possíveis candidatos ao diaconado”.

Foi neste seguimento que Armindo Gomes, pároco de Santiago de Bougado, convidou, em meados de agosto/setembro de 2007, João Manuel de Araújo Alves para ser diácono permanente e frequentar “uma formação de teologia, decretada pelo Vaticano”.

Depois de “muito tempo a pensar” e de ter “tudo muito bem esclarecido com a família”, aceitou a proposta do pároco e começou o seu percurso de formação, que teve a duração de cinco anos. Aceitou o convite porque a ligação com a Igreja já “nasceu” consigo e porque esteve “sempre inserido na paróquia”, ausentando-se “um tempo” apenas quando se casou e quando cumpriu “serviço militar. “Tem que haver algo interior que nos puxe”, referiu.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}