Jesualdo Ferreira  O treinador Jesualdo Ferreira deixou hoje bem claro que, “por muito respeito que o Trofense mereça”, o FC Porto “quer vencer, para se manter no comando” da Liga portuguesa de futebol, após o jogo da 14ª jornada do campeonato.

    “O Trofense tem realizado um trabalho excelente e a equipa está moralizada pelo triunfo na última jornada sobre o Benfica (2-0)”, referiu Jesualdo Ferreira, que falava no final do treino do FC Porto, no Estádio do Dragão.

    Jesualdo Ferreira acredita que o Trofense não irá jogar olhos-nos-olhos com os tricampeões nacionais, mas irá antes apostar na “densidade defensiva e agressividade” para intranquilizar os “dragões”.

    “Ao FC Porto cabe assumir a responsabilidade de ser líder e de querer continuar em primeiro”, explicou o treinador, acrescentando que não lhe passa pela cabeça outro resultado que não seja a vitória e a conquista dos três pontos.
    Os tricampeões nacionais já foram desalojados por uma vez da condição de líderes da Liga ao longo da presente temporada, mas Jesualdo Ferreira afasta este cenário recorrendo a um ditado popular.

    “Na primeira, qualquer um cai. Na segunda, só cai quem quer, e o FC Porto não quer cair”, explicou o treinador, acrescentando que a cada jornada que os “dragões” passem na liderança fica mais perto o objectivo de vencer o campeonato.

    A receita para vencer o Trofense passa por fazer o que a equipa não conseguiu no “nulo” com o Marítimo, no último jogo em casa para a Liga, ou seja, fazer funcionar o seu jogo exterior.

    “Queremos decisões mais rápidas. Enfrentar defesas densas, com espaços mais curtos, obriga-nos a mudanças. A fase mais difícil do ataque é quando há menos espaço”, explicou Jesualdo Ferreira.

    “Temos responsabilidade por sermos líderes, por defrontarmos uma equipa que não está bem classificada e temos as nossas ambições naturais”, adiantou Jesualdo Ferreira, lançando o desafio aos sócios para encherem o Dragão.

    De acordo com o treinador, “na Taça da Liga o FC Porto foi, apesar do frio e à noite, o clube com mais público no estádio”. “É importante que, agora, o estádio encha para o jogo com o Trofense. Os adeptos têm de perceber que são cada vez mais importantes”, assinalou.

O regresso dos 10 titulares poupados na Taça da Liga constitui a nota principal dos convocados do FC Porto, divulgados hoje, para o jogo com o Trofense, da 14ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

    Helton, Bruno Alves, Fucile, Fernando, Rolando, Raul Meireles, Lisandro, Lucho, Rodriguez e Hulk estão de regresso aos eleitos do treinador Jesualdo Ferreira, após terem “folgado” quinta-feira no triunfo do FC Porto sobre o Vitória de Setúbal (2-1).

    No sentido inverso saíram da lista de convocados dos “dragões” para a recepção de domingo ao Trofense os jogadores Ventura, Sapunaru, Candeias, Pelé, Rabiola, Ivo Pinto, Josué, Dias, Diogo Viana e Sérgio Oliveira.

    O “capitão” Pedro Emanuel foi o único jogador portista titular nos dois últimos jogos, respectivamente, frente ao Nacional, na 13ª jornada da Liga, e Vitória de Setúbal, para a Taça da Liga.

    A gestão do plantel por parte de Jesualdo Ferreira fica a dever-se ao facto de o FC Porto, envolvido em várias frentes competitivas, realizar sete jogos no mês de Janeiro, entre Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga.

    O líder FC Porto, com 27 pontos nos 13 jogos realizados, recebe domingo o Trofense (13º classificado), “carrasco” do Benfica na última jornada (vitória sobre os lisboetas por 2-0), em jogo com início às 20:45.

   

    Lista dos 18 convocados:

    – Guarda-redes: Helton e Nuno.

    – Defesas: Benitez, Bruno Alves, Fucile, Pedro Emanuel, Rolando e Stepanov.

    – Médios: Raul Meireles, Fernando, Guarin, Lucho, Mariano e Tomás Costa.

    – Avançados: Farias, Hulk, Lisandro e Rodriguez.