Select Page

Jantar de homenagem aos “heróis “ da Trofa

trofense grupo.jpg

 

 

 

 

 

“Amadores, mas profissionais”, foi assim que Francisco Gouveia, presidente da mesa da Assembleia geral, caracterizou os jogadores do Clube Desportivo Trofense, que “mesmo assumindo o papel de amadores, conseguiram um feito histórico ao colocar o clube na Liga de Honra”.

Para terminar a época histórica de 2005/2006, o Clube Desportivo Trofense organizou um jantar para homenagear os jogadores que conseguiram colocar a equipa na Liga de Honra. Para além da entrega das faixas alusivas à conquista, o jantar ficou marcado pela homenagem a José Leitão, com a oferta de um “pin” em ouro. Em declarações ao NT, o presidente mostrou a sua emoção ao afirmar que esta atitude “só serviu para demonstrar a grande união que imperou durante a época”.

LEITAO.jpg  Quanto à modernização do plantel para fazer face aos novos desafios que a Liga de Honra exige, José Leitão adiantou que “o clube está a preparar-se para enfrentar a modernização. Vamos respeitar os clubes e queremos que nos respeitem sem pensarem que somos os coitadinhos da competição. E garanto que não vamos ser”. A reforma do plantel poderá atingir os cinquenta por cento desta época; no entanto “jogadores influentes” que contribuíram assiduamente para a subida de divisão poderão renovar, o que obriga a conversações a vários níveis, pois muitos dos atletas têm o seu emprego. Quanto ao lugar de treinador, o clube trofense não tem que se preocupar, já que Daniel Ramos renovou o seu contrato.

Francisco Gouveia, presidente da Assembleia-geral do clube, no seu discurso, começou por enaltecer o desempenho do presidente José Leitão, “que conseguiu levar o clube a atingir este feito histórico pela Trofa”. Aproveitou ainda para relembrar que o emblema da Trofa é o “clube mais representativo e que envolve mais de 300 crianças a praticar futebol e muitas vezes sem condições de trabalho”.

As homenagens foram para todos, desde a D.Amélia, responsável pela roupa dos jogadores, passando pelo Teixeira, que se encarrega de tratar bem a relva, não esquecendo a “mascote” do Clube, o ex-jogador Domingos, já para não falar de jogadores, equipa técnica e direcção. E porque era dia de festa até a comunicação social recebeu medalhas pela forma como acompanhou, jogo a jogo, a caminhada do trofense rumo à subida de divisão.

Estádio do Trofense vai sofrer modificações

Devido às exigências da Liga, o complexo da equipa da Trofa terá de ser sujeito a algumas obras, que terão como pontos-chave, a construçaõ de uma sala para conferência imprensa e uma sala de controlo anti-doping, entre outros.Para fazer cumprir a lei da Liga Portuguesa, o estádio do Clube Desportivo Trofense começou a ser submetido a modificações, que visa o melhor atendimento aos adeptos, árbitros e equipas visitantes, agora que a equipa da Trofa vai militar o segundo melhor escalão de futebol do país.

As obras de requalificação começaram esta semana, e segundo o presidente José Leitão vão passar pela demolição dos balneários, “já que têm apenas dois metros e quarenta de altura e têm que ter três”. No espaço entre os balneários e a parte traseira das bancadas será adicionado um gabinete médico, um gabinete para o treinador, uma sala de controlo de anti-doping, para além dos balneários para as três equipas.

Uma sala de imprensa também não será esquecida, assim como uma bancada dedicada à comunicação social, “que bem merece melhores condições”. A respectiva bancada terá lugar no mesmo lado da bancada dos sócios cativos “com condições para que os jornalistas estejam a ver bem o que se passa durante o jogo, comodamente instalados, concluiu o presidente.

Idalécio confirmado para fazer parte da comitiva trofense

Depois de três temporadas ao serviço do Rio Ave (equipa que desceu do escalão principal de futebol para a Liga de Honra), Idalécio é o primeiro reforço da equipa trofense para a nova temporada. Ao atleta falta agora assinar o contrato com o emblema da Trofa, válido por três épocas. Com trinta e dois anos, o experiente jogador, antes de vestir a camisola da formação de Vila do Conde, passou pelo Nacional, Braga e Farense, igualmente na primeira liga. O Feirense também demonstrou interesse em adquirir o passe do jogador, mas acabou por ser o Trofense a equipa para o qual Idalécio irá jogar na época 2006/2007. O jogador cita, ao jornal “O Jogo” tratar-se de um “desafio interessante”, num clube “motivado pela recente subida à Liga de Honra”.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização