Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa cumpriu a tradição e promoveu o jantar de Natal, onde as famílias de voluntários e colaboradores se uniram para confraternizar.

 “Há tradições que são para se manter e esta festa da família é uma das que se deve manter”. É desta forma que Pedro Ortiga defende a continuidade do jantar de Natal da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa (AHBVT), a que preside. No sábado à noite, cerca de 280 pessoas encheram um salão do edifício sede da associação para unir as famílias de voluntários e colaboradores. “Este é um momento em que conseguimos reunir a família e uma forma de lhes dizermos obrigado por todas as horas, muitas e muitas horas ao longo do ano, que estas pessoas trabalham em prol desta associação e desta comunidade”, afirmou durante o jantar em declarações ao NT.

Para além do bacalhau, que segundo o feedback de alguns convidados “estava muito bom”, houve presentes para as crianças e música para animar a noite, com um convite para contemplar o fado ou para dar um pezinho de dança.
 

É desta forma que a corporação e equipa da creche e jardim de infância se despedem de mais um ano de trabalho em prol da AHBVT. Dois mil e treze adivinha-se “um ano bastante difícil”, mas Pedro Ortiga e a restante equipa mantêm “a esperança, a tranquilidade e a força de vontade para o vencer e continuar a cumprir a missão da associação”.

Os projetos para o próximo ano passam pela “beneficiação de algumas das nossas instalações, aquisição de uma nova viatura e reforço da formação do corpo de bombeiros e a sua operacionalidade”.

Pedro Ortiga considera que “2012 foi um ano solidário”, pois “a população continua a reconhecer esta associação e a sua missão dentro e fora do município”, mas espera que “em 2013 a AHBVT continue a ter esse apoio, pois o objetivo é beneficiar todos”.