Em 1979, a Sociedade Internacional de Continência definiu a incontinência urinária como perda involuntária de urina, que constitui um problema social ou higiénico. Catorze de março é o Dia da Incontinência Urinária, pelo que é importante sensibilizar o público para esta patologia, aconselhando procedimentos e ações de prevenção.

Nas mulheres, a incontinência surge, principalmente, a partir dos 30 anos, enquanto nos homens o problema tende a aparecer mais tarde, devido ao aumento do tamanho da próstata, que pressiona a bexiga, provocando a perda de urina ou aumentando a necessidade de urinar com maior frequência.

Em Portugal, cerca de meio milhão de pessoas sofrem de incontinência, com maior incidência para as mulheres com mais de 50 anos. A taxa de cura é de cerca de 90 por cento.

A incapacidade de reter a urina afeta uma em cada dez pessoas idosas, já que os músculos da bexiga tornam-se mais flácidos, provocando a libertação involuntária da urina ao mais pequeno impulso. As mulheres que tiveram muitos filhos também podem ter este problema que não é uma doença, mas pode ser diagnosticado e tratado.

O riso, um espirro ou outro esforço corporal são fatores da incontinência, mas também pode acontecer a pessoa não conseguir reter a urina por incapacidade de contração da bexiga.

Este problema tem solução e passa, inicialmente, por quebrar o tabu e superar a vergonha, encarando o problema. O tratamento deve ser feito através de medicamentos aconselhados pelo médico, que avaliará os sintomas de cada pessoa.

Também existem exercícios simples capazes de fortalecer os músculos da bexiga, para evitar a perda de urina e outros métodos, como sondas, sacos coletores, pensos ou fraldas.

Não tenha vergonha de procurar ajuda, aconselhe-se junto da sua farmácia, pois lá saberão orientá-lo na consulta com o seu médico de família rumo a uma melhor qualidade de vida.

Para minorar o problema, deixamos-lhe alguns conselhos:

– Nunca deixe encher muito a bexiga e, quando for à casa de banho, certifique-se de que a esvaziou completamente.

– Faça uma boa higiene. A limpeza deve ser sempre feita de frente para trás e não ao contrário, para evitar infeções urinárias, que contribuem para agravar as perdas de urina.

Se tiver dúvidas, por falta de informação, não hesite em contactar um farmacêutico ou médico.

 
Fatores de incontinência

Esforço: Tosse, riso, espirro, exercício físico

Urgência: Incapacidade de reter urina por incapacidade de contração da bexiga

Excesso: Bexiga demasiado cheia

Funcional: Atraso na chegada à casa de banho, devido a problemas de motilidade

  

Envie as suas dúvidas

Gostava de ser esclarecido sobre problemas de saúde? Faça você mesmo as questões, que a Farmácia Moreira Padrão aconselha-o. Envie as suas dúvidas para o email jornal@onoticiasdatrofa.pt.