O comandante dos Bombeiros Voluntários de Famalicão, que esta tarde esteve no combate às chamas na fábrica de pneus Continental/Mabor, considerou “estranho” que o fogo começasse a lavrar num espaço onde “não há laboração nem movimento de pessoas”.

incendiomabor4

“A ocorrência deste incêndio, neste local, já é de si estranha. Mesmo muito estranho é o facto de um segundo incêndio ter começado, no mesmo dia e à mesma hora” numa unidade fabril “também abandonada” e a cerca de um quilómetro de distância” da Continental/Mabor, afirmou.

O comandante Vítor Azevedo explicou que para combater o segundo incêndio – na antiga fábrica Tribor, também em Lousado – foram “deslocados meios” que se encontravam no sinistro da Continental.

“Rapidamente” foram controladas as chamas na Tribor, com o incêndio a ter ser dado já como “extinto”.

“Não há indicação de como começaram os dois incêndios”, salientou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Famalicão.

Junto à Continental/Mabor são muitos curiosos a assistir às operações dos bombeiros.

O incêndio, iniciado às 14:26, já foi dado como “controlado” e a extinção está prevista para “dentro de quatro a cinco horas”, disse o comandante.