A conclusão do projecto da Quinta de S. Romão, a segunda fase do saneamento básico e abastecimento de água e a intervenção em algumas escolas do primeiro ciclo e jardins-de-infância são os projectos prioritários de Guilherme Ramos. A Assembleia de Freguesia de S. Romão do Coronado recebeu novos elementos na bancada do PS.

Depois de reeleito para assumir a liderança do executivo de S. Romão do Coronado, Guilherme Ramos, eleito pelo PSD, foi empossado presidente da Junta de Freguesia, perante várias dezenas de romanenses que marcaram presença na cerimónia, que decorreu na sede da Junta.

No seu discurso, Ramos garantiu um mandato pautado pelo “mesmo empenhamento, dedicação e integridade” e anunciou o objectivo de concluir “a curto prazo as obras que se encontram a decorrer”. Com o novo executivo municipal instalado, o autarca romanense quer “outra forma de ver os problemas e de actuar” para a freguesia e “ter o tratamento adequado em função do seu rápido crescimento”. A “falta de salas de aula do primeiro ciclo e jardim-de-infância, a falta de espaços verdes e de lazer e a falta de arranjos urbanísticos” foram algumas das necessidades lembradas por Guilherme Ramos, que espera que os próximos quatro anos sejam a altura certa para levar a cabo obras importantes na freguesia. Entre elas está “a segunda fase do saneamento e abastecimento de água, a conclusão da recuperação da Quinta de S. Romão que, para além de integrar a sede da Junta, poderá servir para espaços lúdicos, biblioteca e espaços para o movimento associativo”. “Há ainda a necessidade de fazer alguns melhoramentos nas escolas primárias, temos que melhorar as zonas residenciais ao nível do ordenamento urbanístico, dar melhor qualidade não só aos moradores, como também a quem diariamente procura fazer os seus negócios”, adiantou o edil romanense.

guillherme-ramos

Na presidência da Assembleia de Freguesia, Alexandra Oliveira mantém as suas funções e, confiante no empenho dos elementos, espera um bom mandato. “Estou convencida de que os trabalhos vão decorrer bem, os membros eleitos, aparentemente, são pessoas com capacidade e com vontade para melhorar as coisas em S. Romão”, afirmou. Para Alexandra Oliveira seria ainda importante que as assembleias de freguesia contassem com a participação de mais romanenses, para que estes pudessem “pedir esclarecimentos e colocar questões”, o que “actualmente não acontece”.

Ser “a voz do povo” e dos seus problemas é o propósito de Rui Damasceno, membro da Assembleia de Freguesia eleito pelo PS. O socialista garantiu “lutar “para que S. Romão do Coronado caminhe rumo ao desenvolvimento e afirmou que a postura do PS na Assembleia de Freguesia será a de “diálogo” para “todos contribuírem para o crescimento da freguesia”. “Queremos conseguir cumprir alguns dos objectivos do nosso programa e queremos colaborar com todos para o bem de S. Romão”, sustentou.

Adriano Vasconcelos e Sandra Santos são os dois elementos que continuam ao lado de Guilherme Ramos no executivo de S. Romão do Coronado.