“Muito trabalho e empenho” são as garantias dadas pelo executivo de Alvarelhos que tomou posse, esta segunda-feira. Joaquim Oliveira e Ricardo Moreira são os presidentes de Junta e de Assembleia de Freguesia, que prometem estar atentos aos problemas dos alvarelhenses.

Depois da inauguração do edifício da Junta de Freguesia de Alvarelhos, a cerimónia de tomada de posse foi a primeira iniciativa que contou com a participação de mais alvarelhenses.

Satisfeito com a adesão da população, Joaquim Oliveira traçou os objectivos para os próximos quatro anos de mandato, sem esquecer o Centro Comunitário, que considera “o projecto mais importante”.

“Os nossos projectos são muitos, mas o nosso maior projecto é levar a cabo a construção de uma obra de aspecto social que é o Centro Comunitário, com lar, centro de dia, creche e apoio domiciliário. Essa é uma obra que não vamos descansar enquanto não estiver pronta”, adiantou.

tomada-posse-alvarelhos

Conhecendo a freguesia “como ninguém”, o executivo social-democrata compromete-se ainda a “resolver o problema da Escola Básica da Giesta 1” que, de acordo com Joaquim Oliveira, “tem um grande problema de acessibilidades”. “Ao longo de mais de 20 anos, felizmente nunca aconteceu nada de grave naquela escola e eu espero que não aconteça nos próximos dois ou três anos que pode ser o espaço que tenho para concluir essa acessibilidade”, acrescentou. Junto a esta escola será então criada uma “nova via, que vai fazer a ligação à freguesia do Muro e à Estrada Nacional 14”.

A par destes projectos estão também as variantes ao centro de Alvarelhos. “O centro histórico, em termos de acessibilidades, não tem por onde alargar e a nossa perspectiva é criar variantes ao centro e novas acessibilidades que permitam desviar o trânsito na sua globalidade do centro da freguesia”, sustentou Joaquim Oliveira.

Com todos estes projectos para concretizar e outros que possam ainda surgir, Joaquim Oliveira e o seu executivo, esperam “muito trabalho” e garantem “empenho e muita garra” para resolver os problemas dos alvarelhenses.

E para concretizar todas estas obras, o autarca espera a colaboração da Câmara Municipal e de Joana Lima, que prometeu um “relacionamento privilegiado” com todas as Juntas de Freguesia.

“Eu estou a contar com isso e estou de peito aberto, para ter as melhores relações com a Câmara Municipal. Quanto às camisolas partidárias, fechou-se um ciclo com o acto eleitoral e agora há que pôr todo o nosso empenho na resolução dos problemas que as populações exigem e merecem que sejam resolvidos”, esclareceu.

Disposto a ajudar na resolução de todos os problemas de Alvarelhos está Adriano Teixeira, membro eleito pelo Partido Socialista. “Os objectivos não são só nossos, são também da população que vai dizer aquilo que quer para a freguesia. Espero também que a Câmara Municipal não esqueça as populações de todas as freguesias, a partir daí tudo o que as Juntas de Freguesias fizerem e que a Câmara se proponha a fazer, acho que todos nós ficaremos a ganhar”.

Satisfeito com a eleição de mais dois membros que representarão o PS na Assembleia, Adriano Teixeira acredita que será “mais fácil ter um tête-à-tête com o executivo”, para que “a população fique sempre a ganhar”.

A assumir pela primeira vez as funções de presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia, Ricardo Moreira também prometeu cumprir os seus objectivos: “dignificar a Assembleia de Freguesia, e tentar que as reuniões sejam mais dotadas de população”. Mas para o presidente os “interesses dos alvarelhenses” estão “em primeiro lugar”.

Com um novo presidente da Mesa, a Assembleia de Freguesia de Alvarelhos sofre ainda alterações no número de membros eleitos. Durante quatro anos passarão a marcar presença neste órgão três membros socialistas e seis do PSD.