Trinta milhões de euros é o valor do investimento, lançado esta terça-feira em Alfena, pelo Grupo Trofa Saúde, detentor, entre outros do Hospital da Trofa. A nova unidade hospitalar deverá entrar em funcionamento em 2009.

   O Grupo Trofa Saúde inaugura em 2009 uma nova unidade hospitalar em Alfena, Valongo, num investimento de cerca de 30 milhões de euros que criará perto de 400 postos de trabalho, garantiu José Vila Nova, administrador do Grupo Trofa Saúde.

A unidade resultará de uma parceria entre o Grupo Hospital da Trofa (que se encarregará da concepção, gestão e desenvolvimento da nova unidade hospitalar) e o grupo construtor Eusébios.

O Hospital Privado de Alfena – que comemorou esta terça-feira o lançamento da sua primeira pedra – ficará concluído em Junho/Julho de 2009 possuirá cobertura total dos serviços de saúde, com especial enfoque nas áreas de Cardiologia de Intervenção, Oncologia, Medicina, Ortopedia e Reabilitação.

O presidente do conselho de administração do Grupo Trofa Saúde, José Vila Nova, prometeu um "centro de excelência" e protocolos com o Serviço Nacional de Saúde e subsistemas de saúde privados, e criticou a organização e a falta de respostas do Estado na área da saúde. "As respostas dadas na década de 70 não podem ser as mesmas de agora. A sociedade espera hoje respostas mais adaptadas a um novo paradigma". José Vila Nova garante que " as alterações efectuadas nos hospitais de Santo Tirso e Famalicão não são para nós importantes já que a nossa aposta passa por prestar serviços de qualidade às populações, não só destes concelhos mas de toda a região norte e do país", assegurou

No dia em que foi lançada a primeira pedra, já está escolhido o director clínico para a unidade. José Amarante foi o nome escolhido para as funções e destacou que "o centro do hospital será o doente" e que a unidade de Alfena vai trabalhar em rede com outras do mesmo grupo, no que considerou ser "o primeiro centro hospitalar do Porto na área da saúde privada. Vamos recrutar alguns dos melhores médicos do distrito para liderar cada especialidade", anunciou director clínico.

A nova unidade conta com uma área global de 17.887 metros quadrados, distribuídos por 8 pisos – que incluem Fisioterapia, Urgência e Imagiologia, Administração e Área Comercial, Blocos Operatórios e Unidade de Cuidados Intensivos, Consultas Externas e Internamento.

De acordo com o grupo hospitalar, a unidade disponibilizará 97 camas, seis salas de bloco operatório, seis quartos na unidade de cuidados intensivos e quatro salas de parto.

Além do Hospital da Trofa, o grupo detém actualmente o Hospital Particular de Lisboa, a Clínica Senhora das Dores, (Trofa), a Clínica da Maia e a Clínica de Paços de Ferreira.

Em projecto tem o Hospital Privado da Boa Nova, o Hospital Privado de Braga, o Hospital Privado de Alfena, o Hospital Privado de Vila Real, o Hospital de Dia de Famalicão e o Hospital Privado de Guimarães (em parceria com a Casa de Saúde de Guimarães).