Foram 39 as candidaturas aprovadas para o distrito do Porto no âmbito do Programa Pares que poderão criar 658 novos postos de trabalho. A Trofa foi contemplada com uma creche a construir em Alvarelhos, cuja candidatura foi apresentada pela Mundos de Vida em colaboração com a junta de Freguesia e com a Câmara Municipal da Trofa.

 "Nesta segunda fase [do programa] existe a intenção de criar, só no distrito do Porto, mais 658 postos de trabalho", afirmou Vieira da Silva, que presidiu no Governo Civil do Porto, à cerimónia de assinatura de contratos para o distrito no âmbito do Pares II – Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais.

A comparticipação pública da segunda fase do Pares representa, para o distrito do Porto, um investimento de 14 milhões de euros. "Este investimento justifica-se porque se destina a dar melhor qualidade social às comunidades, essencialmente utentes e famílias, e porque é poderoso criando empregos", frisou o Ministro acrescentando "para que os objectivos em termos de apoio à primeira infância sejam cumpridos, o Governo decidiu lançar uma terceira fase do Pares, especificamente destinada a creches e apenas para as áreas metropolitanas do Porto e Lisboa.

Vieira da Silva adiantou ainda que "foi recentemente finalizada a fase de candidaturas estamos na fase de apreciação, mas houve uma resposta muito significativa aqui do distrito do Porto, mais 33 candidaturas e eu espero que uma boa parte delas possa ser aprovada para que de facto possamos também aqui ter uma rede de cobertura na área da primeira infância que é extremamente importante numa região em que o dinamismo demográfico, é mais significativo, onde existem muitas famílias jovens", frisou.

Para Vieira da Silva, esta determinação de pretender atingir as metas estabelecidas prova que "investir nos equipamentos sociais é uma prioridade do país e do governo".

"Una creche, um Lar de idosos, um centro de dia e serviço de apoio domiciliário são as valências de que a freguesia de Alvarelhos vai passar a dispor a partir do próximo ano. Manuel Araújo, presidente da Mundos de Vida assinou o protocolo do projecto, a ser financiado pelo Governo, com o Ministro do Trabalho, na sexta-feira passada.

Em declarações ao NT Manuel Araújo afirmou estar "duplamente felizes pois este foi o maior projecto assinado no distrito do porto e foi o único aprovado do concelho da Trofa", frisou.

Ter esta valência concluída em Dezembro de 2009 é um dos objectivos da Mundos de Vida que assinou, com a Câmara Municipal da Trofa há cerca de dois anos, um protocolo para suprir algumas das lacunas em termos sociais existentes no concelho.

Esta nova valência será financiada pelo Estado em cerca de 50 por cento, cabendo depois à Mundos de Vida, com o apoio da Camara da Trofa, fazer face ao restante investimento.