Um armazém em Santiago de Bougado foi alvo de furto perpetrado por indivíduos, no dia 13 de abril, que acabaram por ser detidos após perseguição por campos e matas de Cedões, em Santiago de Bougado

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Barcelos deteve, em flagrante, quatro dos cinco homens que estavam a assaltar um armazém em Santiago de Bougado, onde alegadamente eram desmantelados automóveis furtados.

Segundo fonte do NIC, o armazém está apreendido por ordem do Ministério Público de Vila Nova de Famalicão, na sequência de uma investigação policial às atividades alegadamente ilícitas ali desenvolvidas, como desmantelamento de carros roubados e venda de peças furtadas.

O armazém já tinha sido alvo de dois assaltos.

Alertados para o que estava a acontecer, os elementos do NIC conseguiram surpreender os indivíduos, ao final da tarde de domingo, durante o terceiro furto. No entanto, os militares do NIC e da GNR só conseguiram apanhar quatro dos indivíduos, enquanto um outro conseguiu escapar por entre as matas existentes em Cedões.

Os suspeitos entraram pelo telhado e tinham já colocado vários motores de automóveis junto à porta. Suspeita-se que voltariam à noite para os carregar.

Testemunhas que assistiram à ação policial adiantaram ao NT que os militares perseguiram os ladrões detendo quatro deles. O quinto indivíduo colocou-se em fuga e vendo-se cercado pelos militares encetou uma fuga a pé entre a Rua Central de Cedões, junto à EB1/JI até à Rua do Fontanário onde entrou no terraço de uma habitação, escalou o muro e colocou-se em fuga pela Avenida da Trofa Velha.

Fonte do Comando Territorial da GNR de Braga confirmou que o “Nic deslocou-se ao local tendo constatado que no interior dos pavilhões se encontravam alguns meliantes preparando-se para sair pelo telhado de um dos pavilhões (de referir que são cinco os pavilhões selados) foram intercetados e detidos quatro indivíduos, sendo que o quinto suspeito conseguiu fugir, o qual, na fuga e após ter sido dada ordem de paragem foram efetuados alguns disparos de advertência para o ar, com arma de serviço, não acatou a ordem, continuando a monte”.

“Os quatro suspeitos, com idades entre 20 e 35 anos, e residentes em Vila Nova de Famalicão” foram detidos e presentes ao Ministério Público de Santo Tirso em 14 de abril, pelas 10horas e foram-lhes aplicadas como medidas de coação termo de identidade e residência”.

Os detidos são ainda suspeitos de serem os autores dos dois anteriores furtos.